Cidadeverde.com
Viver Bem

Ter varizes não é um problema apenas estético

Imprimir

A cada dez pessoas na idade adulta, pelo menos sete serão afetadas por varizes. Tudo começa com o surgimento dos primeiros vasinhos nas pernas, de cores esverdeadas ou arroxeadas. Depois, evoluem para veias mais grossas, que podem causar fortes dores, sensação de peso e queimações. O que é visto principalmente como uma preocupação estética na verdade é uma doença crônica, que precisa ser tratada.

Tratamentos

Para vasos menores e capilares, o tratamento pode ser feito com microcirurgias e aplicação de esclerosante nos vasos doentes (escleroterapia). Já para os casos mais graves, de vasos de grosso calibre e safenas, o tratamento ocorre através de cirurgia convencional, laser, radiofrequência ou injeções de espuma ecoguiada.

Não há risco em fechar ou arrancar vasos menores, porque tais problemas ocorrem nas veias superficiais das pernas, que correspondem a apenas 10% da circulação do sangue pelo corpo, enquanto os 90% restantes ficam por conta de vasos mais profundos.

Laser e rádio

Outros tratamentos não invasivos e com bons resultados para casos de safenas são: laser e radiofrequência. Ambos utilizam o calor para o fechamento dos vasos.

A aplicação da espuma é realizada em sessões e seu principal benefício é não ser um procedimento cirúrgico. Ou seja, utiliza apenas anestesia local e ultrassom para identificação das veias.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir