Cidadeverde.com
Geral

Para conter furtos e assaltos, Ufpi instala portões e fechará centro a partir das 22h

Imprimir
  • grades-12.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • grades-11.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • grades-10.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • grades-9.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • grades-8.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • grades-7.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • grades-6.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • grades-5.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • grades-4.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • grades-3.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • grades-2.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • grades.jpg Roberta Aline / Cidade Verde


Os portões que estão sendo instalados no CCHL (Centro de Ciências Humanas e Letras) na Universidade Federal do Piauí (Ufpi) são para evitar furtos, roubos e assaltos dentro da instituição. 

A Ufpi tem enfrentado o problema da insegurança no campus, devido a sua estrutura ser aberta e de fácil acesso. Em 2019, foram registradas 55 ocorrências de furtos, roubos e assaltos nas dependências da universidade. Alunos, servidores e frequentadores são vítimas de assaltos e relatam que têm aumentado as ocorrências. A Ufpi faz monitoramento por câmeras e reforça com seguranças.  

O diretor do CCHL, Carlos Sait Pereira de Andrade nega que os portões têm conotação de isolamento e que o Centro será aberto nos dias úteis e recebe mais de 5mil frequentadores. 

"Os portões foram desenhados pelo setor de arquitetura da Ufpi para dar segurança patrimonial e também as pessoas que frequentam a universidade. O termo grade tem uma semântica bem complicada e o nosso objetivo não é de assimilar a ideia de grade", esclareceu o diretor.   

Alunos são surpreendidos

O Cidadeverde.com ouviu estudantes e afirmam que não foram informados sobre a instalação dos portões. 

Além dos assaltos as pessoas, a Ufpi registra furtos de equipamentos em laboratórios e departamentos como computadores, data show, CPU. 

Carlos Sait destacou que a Ufpi é aberta em todas as direções e com a construção da nova ponte, o fluxo de pessoas vai aumentar naquela região, deixando a universidade mais vulnerável a ocorrências de crimes. 

Sait garantiu que a proposta foi discutida com os chefes de departamentos e coordenação, além dos Centros Acadêmicos.

Diretor do CCHL, Carlos Sait

Fechados nos feriados e domingos

Com o retorno das aulas, agora em março, o CCHL passará a fechar as dependências a partir das 22h, além dos feriados e domingos.

"Os portões não são para fechar o Centro no período regular. Os portões são para fechar o Centro nos dias e no horário que a universidade está fechada. De férias estará aberta, mas feriados e domingos a universidade estará fechada como um todo e 22h a universidade como um todo está fechada. Os portões não estarão fechados no cotidiano, o centro continuará aberto", garantiu. 

 

Flash Yala Sena
[email protected]

Imprimir