Cidadeverde.com
Economia

Lucro do Magazine Luiza sobe 54% no ano e alcança R$ 921,8 milhões

Imprimir

O lucro líquido total do Magazine Luiza foi de R$ 921,8 milhões em 2019, um aumento de 54,3% ante o ano anterior. As vendas totais alcançaram R$ 27,3 bilhões. No período, a participação do ecommerce no faturamento foi de 45,3% (R$ 12,4 bilhões). No ano anterior, representava 35,7%.

Especificamente no quarto trimestre, período no qual as vendas no ecommerce representaram quase metade (48%) do faturamento, o lucro líquido foi de R$ 168 milhões, queda de 11,4% ante iguais três meses de 2018. As vendas totais no período foram de R$ 9 bilhões, alta de 51%.

A queda do lucro líquido, segundo relatório divulgado pela companhia nesta segunda-feira (17), veio pelo aumento de 50,6% das despesas operacionais, que subiram pela consolidação da Netshoes na companhia e por investimentos adicionais.

A varejista comprou a integralidade das ações da Netshoes em junho do ano passado, por aproximadamente R$ 115 milhões. O crescimento no ecommerce da companhia -composto por site, aplicativo de vendas, marketplace e as operações de Netshoes, Zattini e Época Comésticos- foi de 76% em 2019.

A evolução, segundo relatório é justificado pelo ganho de participação de mercado ante a performance dos aplicativos que, segundo a companhia, alcançou 19 milhões de usuários ativos mensais. No ano, as vendas nas lojas físicas avançaram 17,9%, enquanto no critério de vendas geradas nas mesmas lojas, o avanço foi de 7,8%.

Para 2020 a companhia afirmou, em relatório, que planeja continuar a integração das empresas adquiridas, aumentar o número de parceiros no marketplace -o qual já representa 32,4% do total de vendas no ecommerce- e integrar todos os catálogos de produtos.

No final de janeiro, a companhia havia anunciado a compra da Estante Virtual, por R$ 31,1 milhões. A varejista foi a única a apresentar proposta pela compra da plataforma online de livros usados.

FINANCEIRA

A Luizacred -financeira criada pela sociedade entre Magazine Luiza e Itaú Unibanco e que é responsável pelo financiamento de boa parte das vendas da varejista- teve um faturamento total de R$ 20,6 bilhões no ano, um avanço de 32,5% ante 2018. Segundo o relatório, o resultado da Luizacred é influenciado pelo aumento da base de cartões e do limite de crédito disponível para os melhores clientes.

Em 2019, o faturamento total do Cartão Luiza foi de R$ 20,3 bilhões, alta de 33,8% na mesma comparação. A carteira de crédito total cresceu 37,4%, para R$ 11,5 bilhões. O lucro líquido da companhia, no entanto, apresentou um recuo de 54% em 2019, para R$ 87,6 milhões. 

Fonte: FolhaPress

Imprimir