Cidadeverde.com
Geral

Quadrilha que faz "saidinhas de banco" é presa em flagrante em agência bancária

Imprimir
  • carros.jpg divulgação/ PC
  • 12dp6.jpg divulgação/ PC
  • 12dp5.jpg divulgação/ PC
  • 12dp4.jpg divulgação/ PC
  • 12dp3.jpg divulgação/ PC
  • 12dp2.jpg divulgação/ PC
  • 12dp1.jpg divulgação/ PC
  • 12do3.jpg divulgação/ PC

Três homens suspeitos de participarem de uma quadrilha especializada em "saidinhas de banco" foram presos na tarde desta sexta-feira (21) em Teresina. Eles tinham como principais alvos empresários que iriam fazer grandes depósitos ou sacar volumosa quantia em dinheiro nas agências bancárias. 

As prisões ocorreram em flagrante quando eles iriam abordar um proprietário de posto de gasolina nas imediações de uma agência bancária na Avenida Jockey Clube, na zona Leste de Teresina.

A prisão foi feita pela equipe do 12º Distrito Policial.  "Nós já estávamos monitorando eles há alguns meses. Essa quadrilha já fez várias vítimas. Eles faziam todo o levantamento da vítima até a abordagem. Um deles acompanha a vítima em uma moto, outro ficava no carro e o terceiro estava dentro da agência. Nós esperamos ele sair da agência e fizemos as prisões. Eles até ficavam trocando de carro após os roubos para dificultar a identificação deles", disse o agente de investigação Carlos Almeida. 

Com os presos, a polícia aprendeu o carro, a moto, uma pistola 380 com 18 munições, documentos e celulares. Um relógio tecnológico quer permitia a comunicação entre os membros da quadrilha também foi apreendido.  

Os presos foram identificados pelas iniciais C. C. da S., L. S. A. e C. R. da C.. Todos agiam em Teresina, já possuem passagens por distritos policiais, sendo que dois moram em Timon (MA). 

O vídeo a seguir mostra uma das ações na qual a quadrilha conseguiu roubar a vítima em frente a uma agência bancária. Primeiro passa o carro do empresário; logo depois, um dos suspeitos aparece correndo ao encontro de uma moto já com o piloto. O suspeito já está com a bolsa da vítima, que sobe na moto do comparsa e foge. Esse roubo ocorreu em janeiro de 2020.


Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir