Cidadeverde.com
Destaques da TV/Rádio

Secretário de Planejamento explica reajuste no piso dos professores de Teresina

Imprimir

 

O projeto de reajuste salarial de 12,84% para professores da rede municipal de Teresina já foi encaminhado à Camara de Vereadores e deve ser votado em regime de urgência.  Pela proposta, o professor em início de carreira com carga horária de 40h semanais, passa a receber R$ 4.267,93, remuneração maior que o fixado pelo Ministério da Educação para 2020, que é de R$ 2.886,15. Mas, o Sindicato dos Servidores Municipais (Sindserm) contesta o parcelamento e já indicativo de greve.

Em entrevista ao Notícia da Manhã, desta quinta-feira (05), o secretário municipal de Administração Raimundo Nonato Moura disse que o impacto na folha de pagamento no mês de março será de R$1,5 milhão. 

"Por conta desse aumento significativo tivemos que fazer todo um planejamento e ajustes. Fazemos uma gestão cidadã, cortando todas as despesas para que não comprometer o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Com esse aumento, a gente continua dentro do limite, de forma responsável. De 2013 a 2020, o servidor do magistério tem um ganho real 34.6%", disse o secretário. 

Ele explica que o reajuste terá impacto na folha de março, mas retroativo ao mês de janeiro. 

"Para não atingir o limite prudencial, vamos conceder agora 6,42%  e em agosto mais 6,42%", reitera Moura. 

 

Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir