Cidadeverde.com
Entretenimento

"Quero ser o Bruce Willis do Brasil", diz atriz Andréa Beltrão

Imprimir

Andréa Beltrão como Verônica
ao lado de Matheus de Sá;
ela quer ser "Bruce Willis"
 
A atriz Andréa Beltrão, 44, que interpreta a destemida professora Verônica no filme de Maurício Farias que estreia nesta sexta-feira nos cinemas, está em processo final das gravações de "Salve Geral", de Sérgio Rezende, sobre os ataques do PCC em São Paulo em 2006.

"Eu quero ser o Bruce Willis do Brasil", comentou Beltrão ao falar que gosta de trabalhar em filmes de ação. No entanto, a atriz disse que não é simpática a filmes que tenham violência gratuita.

"Eu não gosto daquela violência que mostra o miolo saindo, mas eu gosto de suspense, thriller, ação, eu adoro", afirmou a atriz.

"Eu acho que o explícito é empobrecedor", completou Beltrão.

Já sobre sua personagem em "Verônica", Beltrão disse que o relacionamento inicial com o ator mirim Matheus de Sá, 11, imitou a história do filme. Ambos se conheceram já no set e com o tempo surgiu a intimidade. Com ela, surgiram mais dois personagens, ausentes de "Verônica" ao menos nominalmente: Angústia e Castigo.

Beltrão conta que foi ela quem começou a brincadeira ao apelidar Sá de "Castigo". O menino revidou e disse: "Angústia".

Sá disse que não sabe por que apelidou desta forma a atriz. "Foi a primeira coisa que pensei, não sei", disse o menino.

Beltrão disse não ter realizado laboratório para a personagem e disse que se sentiu muito confortável em se passar por uma professora da rede pública. "Minha mãe foi professora a vida toda, eu estou acostumada com esse universo, para mim é muito natural essa coisa de corrigir prova", disse a atriz, mãe de três filhos.

Atualmente Beltrão também está em "Bem Amado", de Guel Arraes, no qual ela interpreta uma das cajazeiras. A produção ainda está em filmagens. A atriz também continua com a peça "As Centenárias", com Marieta Severo, que está no Rio, mas vem para São Paulo na primeira semana de abril.
 
 
 
Fonte: Ego
Tags:
Imprimir