Cidadeverde.com
Geral

Em áudio, comandante confirma dados de voo antes de avião cair no Ceará

Imprimir

Foto: Corpo de Bombeiros

Áudio entre o piloto Paulo César Magalhães e a torre de controle mostra o momento em que o avião é autorizado a decolar. 

O avião bimotor PT- RMN partiu de Sobral (CE) com destino a Teresina na noite do último sábado (16) e caiu com o piloto e mais três passageiros. O voo fretado prestava serviço de UTI aérea para o médico Pedro Meneses, que estava com Covid-19. Todos morreram no trágico acidente.

No áudio o comandante PC, como era conhecido, diz que o avião tem autonomia para voar 4 horas e confirma três passageiros a bordo, que eram a enfermeira Samara Félix, o médico Pedro Meneses [paciente] e o médico Carlo Victor. 

O comandante é autorizado a decolar e diz que o voo teria duração de 1h10 até chegar a Teresina.  No entanto, o avião caiu em uma região de serra do município de São Benedito, distante apenas 88Km de Sobral. Moradores da cidade relataram que ouviram um barulho forte de explosão e que na hora do acidente havia um mau tempo. 

O piloto Paulo César tinha mais de 40 anos de experiência e era considerado um dos melhores pilotos do Piauí. 

O acidente está sendo investigado pela Força Aérea Brasileira (FAB). Na primeira fase das investigações, o trabalho dos militares têm como objetivo fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos. 

 A apuração das causas do acidente  é realizada pelos investigadores do Segundo Serviço regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa II). O órgão é ligado ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA). 

A FAB não especificou uma data para a conclusão das investigações.


Izabella Pimentel
[email protected]

Imprimir