Cidadeverde.com
Esporte

Risco de lesões em atletas na volta da Premier League é 25% maior, diz estudo

Imprimir

O executivo-chefe da Premier League, Richard Master, está confiante no retorno do campeonato até o dia 19 de junho. Mas um estudo fez um alerta aos jogadores: na retomada dos jogos, que terá um cronograma intenso, os risos de lesões serão maiores.

Uma pesquisa realizada pela plataforma Zone7, especializada em previsão de risco de lesões e que trabalha com 35 times profissionais de futebol em todo o mundo, mostra que jogar oito partidas em um período de 30 dias, o que é previsto para o encerramento do Campeonato Inglês, aumenta a incidência de lesões em 25% quando comparado a quatro a cinco partidas no mesmo período.

Segundo a BBC Sport, a Bundesliga foi oficialmente autorizada a recomeçar em 7 de maio, nove dias antes do início do primeiro jogo. Com o preparo em cima da hora, oito jogadores sofreram lesões nos seis jogos realizado no dia 16 de maio, taxa considerada acima do normal pela plataforma.

Se a data provisória de retorno for confirmada, o Manchester City poderá jogar 13 partidas em 49 dias, calendário que vai exigir bom preparo físicos dos atletas, que estarão se readaptando após a pausa, voltando dos treinamentos individuais em casa para o treino coletivo.

O curto período de preparação é uma preocupação dos organizadores da competição. Flaminia Ronca, fisiologista do Instituto de Esporte, Exercício e Saúde, da University College London, está trabalhando com jogadores dos clubes para avaliar e antecipar quais riscos à saúde eles podem enfrentar após a suspensão. Estima-se que eles tenham perdido até 15% do preparo físico.

"E acho que é realmente aí que a ciência do treinamento se torna tão crucial. Os treinadores terão que ser muito criativos e combinar os métodos mais eficazes de treinamento com os métodos mais seguros de prevenção de lesões, todos condensados nesse período muito curto", disse.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

 

Imprimir