Cidadeverde.com
Geral

Dois corpos são encontrados decapitados na zona Norte de Teresina

Imprimir
  • duplo_homicidio_-20.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-19.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-18.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-17.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-16.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-15.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-12.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-11.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-10.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-9.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-8.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-7.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-6.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-4.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • duplo_homicidio_-2.jpg Roberta Aline / Cidade Verde

Atualizada às 12h45

Dois corpos foram encontrados decapitados, às margens da avenida Josué de Moura Santos, na região do Monte Verde, zona Norte de Teresina. Os cadáveres seriam de dois homens que também teriam sofrido várias perfurações de arma branca.

Familiares reconheceram uma das vítimas que seria João Vitor Valadão, de 21 anos, que segundo eles, seria lavador de carros, que atuava na avenida Maranhão e estava desaparecido desde a última segunda-feira. O outro corpo, seria de um homem chamado de Tiago Anderson Alves Rocha, 32 anos, conhecido como Piqui. Esse corpo além da cabeça, teve uma perna arrancada. 

De acordo com o delegado Danúbio Dias, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoal (DHPP), nos corpos havia diversas marcas de perfuração, de arma branca, ele considera pouco provável que esse crime tenha acontecido lá. A hipótese é que os corpos tenham sido desovados.

A Guarda Civil Municipal foi a primeira equipe de segurança a chegar lá, segundo o guarda Leonardo Martins, a equipe fazia patrulhamento na região, quando foi informada por populares da presença dos corpos e quando chegou a local fez o isolamento, também esteve uma guarnição do 13º Batalhão, subtenente Armando, que informou à TV Cidade Verde que o João Vitor, seria usuário de drogas e costumava “dar trabalho à família”. 

A hipótese levantada é que este crime teria relação com outro duplo homicídio no bairro Água Mineral.

Os corpos foram recolhidos e encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML).  

Flash de Tiago Melo (TV Cidade Verde)
Redação Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir