Cidadeverde.com
Geral

Polícia prende suspeitos de participar de latrocínio contra capitão da PM

Imprimir

Foto: Arquivo CV

Três homens foram detidos suspeitos de participação no latrocínio que resultou na morte do capitão da Polícia Militar Adonias Pedreira. O crime aconteceu no dia 24 de julho, no Morro da Esperança, zona norte da capital.   Os suspeitos seria um jovem de 18 anos e dois adolescentes. 

Na tarde de ontem (05), o primeiro indivíduo, identificado apenas pelas iniciais M.R.S.M, de 18 anos, foi preso por policiais da Delegacia de Polícia Interestadual- Polinter, na Vila Mocambinho, zona norte da capital. Os policiais cumpriram contra ele um mandado de prisão temporária expedido pelo juiz da Central de Inquéritos. 

Na madrugada desta quinta-feira (06), um menor também suspeito de participar do latrocínio foi apreendido pela Polícia Militar, após uma denúncia anônima. Ele foi encontrado pelos policiais em uma casa na zona rural do município Timon. 

O terceiro suspeito de participar do crime é outro menor de idade, que foi apreendido ao se apresentar voluntariamente à Delegacia de Segurança e Proteção ao Menor (DSPM). 

"Os três possuem envolvimento direto na morte do policial. As imagens mostram claramente isso", destacou o delegado Everton Ferrer, titular da Polinter. 

Ainda de acordo com o delegado, o suspeito que é maior de idade vai responder pelo crime de latrocínio consumado, enquanto os dois menores responderão por fato análogo ao crime de latrocínio. 

"O procedimento dos menores vai tramitar junto à vara da infância e o maior vai responder por aqui mesmo. O inquérito vai ser finalizado e encaminhado para o Tribunal de Justiça", explicou o titular da Polinter. 

O crime 

O Capitão da Polícia Militar do Estado Piauí, Adonias Pedreira dos Santos Lopes, foi baleado na cabeça durante um assalto no último dia 24 de julho,  no Morro da Esperança, zona norte da capital.  O militar morreu na última terça-feira(04), após passar 12 dias internado em estado grave no Hospital de Urgência de Teresina.

O crime foi registrado por câmeras de segurança que comprovaram a participação de três indivíduos na ação. 

 

Natanael Souza
[email protected] 

Imprimir