Cidadeverde.com
Viver Bem

Obesidade infantil pode estar relacionada com o estresse

Imprimir

Os pais precisam ligar um sinal de alerta com relação à alimentação dos filhos. O excesso de alimentos gordurosos virou parte da rotina dos pequenos, assim como um estilo de vida mais sedentário. Essa combinação causa um problema grave: a obesidade infantil. Além de um estilo de vida desregrado, outras causas podem provocar o problema

O problema pode ter ligação com fatores psicológicos. Assim como em qualquer fase da vida, a alimentação em excesso pode ser sinal de carência. Com isso, a criança tenta repor a ausência de afeto com comida. Esse hábito pode ser um indicativo de estresse, mesmo entre os mais novos.

Alerta

Com a correria do dia a dia, é normal que os pais cheguem cansados do trabalho, sem tempo ou paciência para brincadeiras e conversas. Essa rejeição que passa despercebida, no entanto, pode deixar marcas no emocional da criança

Em hipótese alguma essa ausência deve ser compensada com presentes ou doces. Prefira doar 15 minutos para brincar com o pequeno. Afinal, não é a quantidade, mas a qualidade da ação que conta.

O excesso de atividades extracurriculares é outro fator que pode contribuir para o estresse infantil e a obesidade infantil. A criança precisa possuir tempo para atividades como brincar, assim como descansar.

Além de dedicar atenção ao filho, é necessário desenvolver na casa hábitos saudáveis. Afinal, o exemplo começa pelos pais. Prefira comer na mesa com a família reunida, ao invés de ficar em frente à televisão. Mostre como é bom comer alimentos saudável. Além disso evite deixar uma grande quantidade de guloseimas disponíveis em casa.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir