Cidadeverde.com
Geral

Residencial Parque Brasil para famílias do Lagoas do Norte será inaugurado

Imprimir

Fotos: Divulgação PMT

A Prefeitura de Teresina inaugura, nesta sexta-feira (16), às 8h, o residencial Parque Brasil, obra construída em parceria com a Caixa Econômica para atender às famílias do Programa Lagoas do Norte e também uma parte das pessoas inscritas junto à Coordenação de Habitação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação. A solenidade contará com a presença do secretário nacional de Habitação, Alfredo dos Santos, membros da superintendência regional da Caixa, do prefeito Firmino Filho, além de secretários municipais, famílias beneficiadas e representantes do Congresso Nacional. 

O residencial possui 1.022 unidades, entre casas e apartamentos, e conta com uma infraestrutura completa de drenagem, rede de esgoto, abastecimento de água, ruas asfaltadas com capacidade para receber o sistema de transporte público, calçadas, áreas verdes, campo de futebol, lago, academia popular, praças e áreas destinadas à construção de escolas. Nas proximidades também existem escolas, hospital e Unidade Básica de Saúde. “São apartamentos e casas com área aproximada de 48 m², custando R$ 108 mil cada unidade. Um bem valioso situado numa área de expansão qualificada, em frente à avenida Poti Velho. Então, não tenho dúvidas de que será um dos belos empreendimentos da zona Norte”, destaca o prefeito Firmino Filho.

A obra teve investimento de mais de R$ 107 milhões. As famílias atendidas pelo Lagoas do Norte que irão para o residencial escolheram essa habitação dentre três opções de reassentamento oferecidas a elas. O novo residencial começou a ser construído em outubro de 2018 e o projeto foi desenvolvido pelos técnicos do Programa Lagoas do Norte, com enfoque na qualidade de vida dos seus habitantes. 

O residencial conta ainda com lotes destinados à construção de pontos comerciais para aquelas famílias que já possuem atividade comercial em suas regiões de origem. Um outro aspecto que diferencia o residencial é a estrutura urbana voltada para propiciar o trânsito de ônibus e estar dentro das normas e legislação em vigência em termos de acessibilidade e mobilidade urbana. “Esse é um projeto pioneiro, com elementos que não existem em outros empreendimentos de habitação popular”, afirma José João Braga, secretário municipal de Planejamento e Coordenação.

Além de famílias beneficiadas pelo Lagoas do Norte, também ocuparão parte das unidades famílias inscritas na Coordenação de Habitação da Semduh, parte delas em situação de vulnerabilidade e esperam por uma habitação há muito tempo. A iniciativa tem como finalidade diminuir o déficit habitacional na cidade. 

O Programa Lagoas do Norte integra a Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação e é financiado e acompanhado pelo Banco Mundial. Tem como principais objetivos melhorar  infraestrutura, resolver os problemas das enchentes, saneamento e cuidado com as lagoas existentes na região norte e a urbanização necessária para melhorar a qualidade de vida da população da zona norte. 

“Esse residencial é o sonho da casa própria para essas famílias que antes viviam em condições precárias. Muitas delas não tinham sequer banheiro. Então esse empreendimento representa a moradia digna, a certeza de que elas não terão mais problemas com enchentes”, ressalta Márcia Muniz, diretora geral do programa.

 

[email protected]

Imprimir