Cidadeverde.com
Economia

Quais são as próximas ações de crescimento na Bolsa de Valores?

Imprimir

Foto: Pixabay / fotos gratis

Com o aumento das preocupações em relação à Covid-19 e a instauração do estado de pandemia, a bolsa de valores brasileira sofreu uma série de circuit breaks. Hoje, muitas ações estão em patamares até mesmo acima do que possuíam antes das quedas. No entanto, não é incomum que haja grandes variações para baixo mediante notícias pequenas.

Entre as grandes recuperações, o maior destaque fica com as empresas do varejo. Nomes como Magazine Luiza (MGLU3) e Via Varejo (VVAR3) possuem investidores que também são torcedores. Eles criaram uma relação com os papéis como pouco se vê nesse meio.

Ao passo que algumas ações disparam, outras se recuperam lentamente e algumas ainda sofrem, cada vez mais investidores entram na bolsa. Após bater a marca de 3 milhões de investidores, contra pouco mais de 800 mil em 2018, é comum que haja muitas dúvidas sobre quais papéis escolher nesse momento.

O trabalho de definir as melhores ações fica por conta de casas de análise, mas é possível definir o atual momento do mercado de títulos variáveis.

O Trabalho de Recrutamento das Corretoras

Os investidores sabem que tudo começa em uma corretora. Há cada vez mais delas, e a transferência de títulos entre elas pode ser um processo tedioso. Por isso, é importante escolher bem, e a concorrência está acirrada.

Entre as ações promovidas por elas para atrair os novos investidores, algumas chegam a oferecer ações grátis. Sim, em troca de se tornar um investidor de uma corretora, ela pode adicionar um pacote de títulos sem que seja preciso comprá-los. É realmente uma corrida, embora ainda haja muitos brasileiros que podem ser convencidos a participar do mercado financeiro.

Para Onde Vai o Ibovespa?

Ainda negativo em comparação ao patamar anterior à Covid-19, o Ibovespa parece estar tomando fôlego, com altos e baixos. Em parte, isso não se deve tanto às empresas que o compõem, que já têm mostrado resiliência e boas perspectivas. Basta um tweet do presidente norte-americano Donald Trump em um tom suspeito ou agressivo, que a bolsa brasileira logo reage.

Essas alterações pontuais não preocupam investidores, e costumam já ser levadas em conta pelos traders. No entanto, há mais justificativas para a retomada lenta do Ibovespa. Embora alguns investidores apostem que o nível anterior era demasiado alto, a verdade é que ainda há muito espaço para expansão.

Um dos maiores motivos por trás dessa lenta recuperação é a saída de capital estrangeiro do Brasil. Em 2020, os valores já são menores que 20% do que foram em 2019. Entre os motivos, além das incertezas políticas, está a baixa projeção de crescimento para o Brasil. Enquanto não dá sinais de crescimento, o capital estrangeiro busca outras oportunidades.

Quais São as Melhores Ações para 2020?

Ao se livrar dos estigmas sobre o ano de 2020, os investidores podem analisar com clareza onde querem deixar o seu dinheiro. Entre os favoritos das casas de análise, é possível encontrar commodities, a própria B3, a insistente Petrobras e grandes nomes do varejo.

É claro que cada setor tem suas particularidades neste momento de pandemia, então é preciso adquirir algum conhecimento sobre seus pontos fortes e fracos. A imprevisibilidade é tanta que mesmo quem já conhecia bem setores de varejo, tecnologia, alimentos, entre outros, está tendo que revisar as suas particularidades.

Portanto, após escolher uma boa corretora – deixe as ações gratuitas serem um bônus e não o motivo da escolha – os novos investidores devem buscar auxílio. Seja de forma autodidata, com base em relatórios, ou por meio de uma casa de análise, é assim que são identificadas as ações mais promissoras.

 

[email protected]

 

Imprimir