Cidadeverde.com
Últimas

Dr. Pessoa faz convite a Gessy em entrevista ao vivo: “de braços abertos”

Imprimir

O candidato do MDB à prefeitura de Teresina, Dr. Pessoa, não esperou um encontro formal para convidar Gessy Fonseca (PSC), terceira colocada no 1º turno das eleições, a integrar sua equipe e marcharem juntos no 2º turno. O emedebista aproveitou que estava ao vivo na TV Cidade Verde e pediu o apoio da candidata, a quem definiu como uma “surpresa benéfica” nas eleições.

“Foi uma surpresa benéfica para a cidade de Teresina a candidata Gessy. Gente do perfil dela eu gostaria que tivesse no meu time, no meu grupo. Vai ter espaço para pessoas com o perfil dela. Estou fazendo o convite no ar. Se ela quiser estou de abraços abertos”, afirmou.

Dr. Pessoa reforçou que vai manter diálogos com todos que tiverem mãos limpas e criticou o opositor Kleber Montezuma, que sinalizou conversas até com o PT em busca de apoio no 2° turno.

“Meu diálogo é com todos que tiverem mãos limpas, que não roubaram dinheiro público. Não se faz política se não for com diálogo. Não sou inimigo do PT, agora ele (Kleber) quer se tornar amigo. Prometeu tablets em 2016 e não entregou e nem os computadores. Por isso que a educação está parada. Por trás dele estão os tiranos há 24 anos. Quem vai fazer é o Dr. Pessoa que tem uma equipe de 1º mundo. Não vamos ter PF batendo na nossa porta”, declarou, chamando o tucano de incoerente.

“Os partidos chamados de oposição, que este candidato que está aí desqualificou, agora diz que esses partidos são bonitos e que está de portas abertas. Citou a Simone Pereira e o Fábio Novo que ele vem desqualificando e agora diz que está de braços abertos. Que incoerência”, disparou.

Efetivamente, Dr. Pessoa garantiu que ainda nada foi firmado e que as conversas vão iniciar na noite desta segunda-feira.

“Não tem acordo firmado. Os acordos irão se processar a partir de hoje à noite ou amanhã. O que nós temos é recebido telefonemas. Tudo que vier a somar dando mais qualidade ao meu plano de governo nós vamos absorver”, afirmou.

O candidato sempre afirmou que ganharia no 1º turno. Questionado o motivo de a projeção não ter se confirmado, ele colocou a culpa no poder econômico dos adversários.

“Faltou maior fiscalização por parte da PF, pois eles fizeram derramamento de grana. Nós fomos de encontro com o povo e eles de encontro com a falta de respeito às leis e Constituição. O que faltou foi isso”, declarou, prometendo a abrir a caixa preta do Palácio da Cidade.

“Para se saber algo da prefeitura de Teresina só se pedir aos apóstolos de Jesus. É caixa preta, mas o Dr. Pessoa no poder vai abrir”, finalizou.

Hérlon Moraes
[email protected]

 

Imprimir