Cidadeverde.com
Entretenimento

Sikêra Junior diz que Xuxa deveria procurar emprego para Junno e que a vê no tribunal

Imprimir

Foto: Montagem/Reprodução/Instagram/RedeTV!

Xuxa Meneghel e Sikêra Jr

No Alerta Nacional (RedeTV!) desta noite de segunda-feira (16), o apresentador Sikêra Junior resolveu responder a Xuxa a respeito de toda a polêmica que envolve os dois (entenda mais abaixo).

Na atração, ao repercutir a decisão da apresentadora de o processar por ele ter associado a imagem dela à pedofilia, disse que não tem medo. "A gente se encontra no tribunal, também sei recorrer. Vai dizer que a senhora manda no juiz? Está mandando no mundo, na RedeTV!. Essa Xuxa está me deixando doido. Eu gostava dela", disse.

Na sequência, voltou a reclamar da publicação de um livro de Xuxa que, segundo ele, ensinaria práticas gays às crianças. "Só tarado em crianças e pedófilos que te seguem", disparou.

Sikêra salientou que trabalha desde a adolescência e que não precisaria do corpo para ganhar dinheiro. "Ela quer que eu pague R$ 500 mil, quer tirar meu diploma de jornalista, exigiu minha demissão na RedeTV!. Não sabia que ela tinha comprado a emissora", afirmou.

No fim, sobrou até para o marido de Xuxa, o ator e cantor Junno Andrade. "Você deveria procurar emprego para o seu marido porque ele não faz merda nenhuma e vive na sua sombra. Tentou ser apresentador e não deu certo", encerrou.

ENTENDA O CASO
Há pouco menos de um mês, Xuxa Meneghel, 57, expressou sua opinião sobre o jornalista e apresentador do Alerta Nacional (Rede TV!), Sikêra Júnior, 54, através de sua coluna no site da revista Vogue Brasil. Na publicação, feita em 28 de outubro, Xuxa afirmou que pretendia processar Sikêra devido a exibição de uma cena de zoofilia em seu programa.

Após algumas semanas, o portal Notícias da TV informou nesta segunda-feira (16) que o pedido da rainha dos baixinhos foi registrado na Vara Cível do Foro Regional de Santo Amaro, em São Paulo, no dia 27 de outubro. Na ação, ela pede indenização de R$ 500 mil ao apresentador -e afirma que o dinheiro será doado para instituições da causa animal-, a suspensão de seu MTB (registro profissional de jornalista) e também que o Alerta Nacional seja tirado do ar, sob a pena de multa diária de R$ 20 mil para cada episódio que venha a ser exibido.

Ao F5, a assessoria de Xuxa não quis comentar e dar detalhes sobre o processo, mas reforçou a luta da apresentadora contra a zoofilia (prática sexual com animais), que é considerada um crime no país. "Parece que ele quer ser bastante popular e caricato, uma mistura de palhaço e repórter com uma postura bem forçada, desengonçada e tosca. Na imagem que eu vi ele estava rindo, debochando de um crime, a zoofilia. Ao invés de o apresentador dizer o quanto isso é errado, ele pede para alguém da sua equipe usar uma máscara de bicho e outra pessoa fazer a cena de estupro. Tudo isso abaixo de muitos risos", afirmou Xuxa em seu texto para a Vogue.

Ao vivo, ele acusou a artista de pedofilia e afirmou que ela fazia apologia às drogas. Sikêra também citou o recente livro lançado por Xuxa, "Maya: O Bebê Arco-Íris", que segundo ele se trata de um incentivo à obscenidade, ou "safadeza", palavra usada por ele. 

 

Fonte Folhapress

Imprimir