Cidadeverde.com
Viver Bem

Diabetes Infantil: Especialista alerta sobre prevenção em crianças e adolescentes

Imprimir

O dia Mundial do Diabetes, lembrado no último sábado (14) alerta para os casos em crianças e adolescentes no Brasil. Segundo o relatório da IDF (International Diabetes Federation) cerca de 95 mil crianças e adolescentes convivem com a doença no país.

O diabetes é uma doença crônica na qual o corpo não produz insulina – substância que controla a quantidade de glicose no sangue – ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz. Existem dois tipos de diabetes, do tipo 1 e 2.

De acordo com a nutricionista Laisse Morais, é durante a primeira infância que começa a prevenção. “Para evitar o diabetes infantil é preciso entender a alimentação daquela família, como funciona o supermercado dela e quais os tipos de alimentos ela está acostumada a consumir, entre outros, porque a criança principalmente na primeira infância tende a seguir a alimentação dos pais”, explica.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) a quantidade ideal de açúcar para crianças e adolescentes é de 25g por dia, o que equivale a 6 colheres de chá. A nutricionista Laisse alerta para esse número.

“Essa é a quantidade máxima que deve ser consumida, se puder ser bem menos, melhor ainda. É importante observar que essa quantidade não está ligada apenas aquele açúcar que colocamos no café ou no suco, o açúcar escondido em alimentos como massas e industrializados, como por exemplo, os iogurtes que se dizem voltados para crianças, também devem entrar nessa conta porque esses são os principais vilões”, observa. 

Para crianças menores de 02 anos de idade a recomendação é não oferecer nenhum tipo de açúcar e para amenizar o consumo em crianças e adolescentes a nutricionista aconselha frutas que contém fibras e o aumento do consumo de saladas nas principais refeições. Dessa forma, essa substituição pode contribuir com a diminuição do consumo de massas e doces evitando também o sobrepeso que é um dos fatores de risco para diabetes tipo 2.

A nutricionista explica ainda que os sintomas mais comuns na diabetes infantil é a perda de peso. “O diabetes tipo 1 traz a perda de peso como principal sintoma, já o tipo 2, como é adquirido, parte de uma série de fatores ambientais; a má alimentação, o sobrepeso, sedentarismo e os sintomas de alerta são; muita sede, alteração de peso e idas frequentes ao banheiro. Os pais percebendo essas alterações já devem ficar alerta”, finalizou.

 

[email protected]

Imprimir