Cidadeverde.com
Viver Bem

Homens têm tendência maior a inflamação grave por Covid-19, alerta infectologista

Imprimir

O coordenador do Comitê de Operações Emergenciais do governo do Piauí, infectologista José Noronha, explica que os homens possuem tendência maior a desenvolver inflamações por causa da Covid-19.

De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde, no Piauí o  número de pessoas que não resistiram à infecção pelo novo coronavírus é 29% maior entre pacientes do sexo masculino.

"Isso acontece em todo mundo. É multifatorial. O homem historicamente tem menos cuidado com saúde do que a mulher, então isso já põe ele a uma carga viral muito maior, como o desleixo no uso da máscara, desleixo na higienização das mãos.  Os homens têm uma tendência maior a inflamação  na evolução da Covid, o que vem causar uma quadro mais grave", explica José Noronha.

 O infectologista ressalta que, por causa do cromossomo X , mulher ela tem uma proteção hormonal no sistema imune. Antes da menopausa as pessoas do sexo feminino  são protegidas de uma série de complicações vasculares e metabólicas e homem não tem essa proteção.

"E isso não é só para a Covid -19 . Isso é um achado que reforça a necessidade do homem intensificar cuidados , estilo de vida mais saudável, perder mais peso, procurar assistência médica", cita José Noronha.

O tabagismo também impacta no aumento de óbitos de Covid-19 entre os homens. O uso do cigarro provoca cicatrizes no pulmão. 

"As alterações estruturais  pulmonares são prato cheio para Covid inflamar e causar colapso alveolar e causar gravidade na doença", acrescenta.  

 

Izabella Pimentel
[email protected]

Imprimir