Cidadeverde.com
Geral

Ex-policial militar é morto em tentativa de assalto na zona Leste

Imprimir
  • 20201228090209_IMG_6951.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20201228090031_IMG_6944.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20201228085920_IMG_6940.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20201228085442_IMG_6923.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20201228085204_IMG_6899.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20201228084646_IMG_6876.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20201228084556_IMG_6871.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20201228084401_IMG_6853.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 20201228084322_IMG_6851.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com

Um ex-policial militar, identificado como Genivaldo Vieira Silva, de 48 anos, foi morto a tiros no início da manhã desta segunda-feira (28) durante uma tentativa de assalto a uma academia de crossfit no bairro Horto, zona leste de Teresina.

De acordo com policiais do 5° Batalhão da PM, a vítima trabalhava como segurança no estabelecimento quando foi abordada por dois homens que anunciaram o assalto.

"Ele era conhecido como G.Silva, já havia saído da Polícia há algum tempo através do PDV. Infelizmente ele veio a óbito. A informação que temos é que dois indivíduos em uma moto já chegaram disparando contra ele" , informou o tenente Sena, do 5º BPM.

Ainda de acordo com a Policia Militar, o mesmo estabelecimento havia sido alvo de uma tentativa de assalto na última semana. Na ocasião, o ex-policial militar havia conseguido intervir e evitar ação.

"O dono da academia falou que há uns quatro dias atrás tentaram assaltar um cliente e o segurança interviu, sacando uma arma. A gente crê que em virtude de ter acontecido isso há uns quatro dias atrás eles já chegaram disparando para tentar subtrair a arma do ex policial", disse o tenente Sena.

Equipes do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) estiveram no local para realizar a perícia. O corpo foi recolhido pelo Instituto de Medicina Legal (IML).

De acordo com a delegada Luana Alves, ainda não é possível precisar quantos disparos atingiram a vítima. Segundo ela, imagens de câmeras de segurança vão ajudar a polícia a esclarecer as circunstâncias do crime.

"Testemunhas viram uma moto, só com a análise das câmeras de segurança vai ser possível verificar se realmente as pessoas que estavam nessa moto efetuaram os disparos", destacou a delegada.

Ainda de acordo com a delegada, ainda é cedo para afirmar que o crime desta segunda feira tem relação com a tentativa de assalto registrada no estabelecimento na semana passada."Isso só a investigação vai poder responder", explicou.

 

Natanael Souza
[email protected]

Imprimir