Cidadeverde.com
Política

Dr. Pessoa anuncia auditoria nas contas, chora ao assistir vídeo e lembra da mãe em posse

Imprimir

Era por volta das 7h30, quando Dr. Pessoa recepcionou, neste 1º de janeiro, a equipe do portal Cidadeverde.com no sítio, localizado no povoado Cacimba Velha, local que reside temporariamente, e que tomou posse de forma virtual.

Sentado ao lado de sua assessora, o prefeito eleito revisava o discurso que estava na tela do computador e que iria ler durante a solenidade. Ele me vê, única jornalista presente, e cumprimenta. Avisa que tudo é na informalidade, na simplicidade, que eu ficasse à vontade, e admite que estava um pouco nervoso pela posse. 

Em seguida chega o vice-prefeito Robert Rios acompanhado de sua esposa Larissa Monteiro. Ele informa a Dr. Pessoa que bloqueou as contas da prefeitura ao receber ontem R$ 2,5 milhões da Lei Kandir e que as chuvas de ontem tinham deixando famílias desabrigadas, árvores bloqueando ruas e bairros sem energia. Dr. Pessoa pede providências e pergunta se alguém viu as “lagoas” na zona Leste. O secretário de Comunicação, Lucas Pereira, informa que viu árvores caídas nas ruas e alagamentos. 

Auditorias nas contas da prefeitura

Uma das primeiras medidas que irá adotar, segundo o novo prefeito, é instalar auditorias para fazer um pente fino nas contas da prefeitura. “Como é que eu vou para uma casa e não ter o diagnóstico dela? Vamos saber se tem excessos, o que falta. Uma atitude parecida com a do médico que procura saber o diagnóstico para tratar da doença”. 

Na ampla sala escolhida para acompanhar a posse virtualmente, estão os secretários Adolfo Nunes, a Gessy Fonseca (Economia Solidária), o João Duarte, o Pessoinha (Secretaria da Juventude), João Henrique Sousa (Planejamento), Fidel Guerra (cerimonial), assessores, familiares, a primeira-dama Conceição Rodrigues e as filhas do prefeito Laíla Leal, 33 anos e Lia Raquel Leal, 25 anos. 

Fotos: Yala Sena

Em visível sintonia com o vice-prefeito, Dr. Pessoa conversa ao pé de orelha com Robert Rios, faz brincadeiras e se mostra um nervosismo disfarçado. O vice brinca afirmando que o único defeito de Dr. Pessoa é que ele não bebe. Dr. Pessoa ri e alega que não ingere bebida álcool, devido sua idade e os problemas de saúde que enfrentou na vida.

Em meio a conversa, Dr. Pessoa pergunta pelo estado de saúde do presidente da Câmara, vereador Jeová Alencar (MDB), que está internado com Covid-19. O prefeito se queixa por não conseguir  falar com Jeová Alencar. Ele disse que o sinal telefônico no sítio é ruim, mas tem conseguido falar com as pessoas pelo aparelho da sua esposa e da assessora Sol. “As pessoas ligam pra mim e eu não atendo e ficam falando: já virou prefeito e não atende ninguém. Não, isso não é verdade. É o sinal que é ruim aqui no sítio”, explicou Dr. Pessoa, garantindo que atende todo mundo.

Com o juramento de posse escrito no papel em letras garrafais em sua frente, o prefeito se posiciona para a solenidade. Assiste atentamente, e em outros momentos conversa com Robert Rios.

Foto: Rômulo Piauilino/Ascom/Dr. Pessoa

Ao encerrar a solenidade de posse, Dr. Pessoa é pego de surpresa. Um vídeo com a sua história e exibido antes de seu pronunciamento. Ele levanta da mesa e vai para a frente da TV assistir. Senta no sofá e visivelmente emocionando relembra sua história de dificuldades quando criança, a luta para se formar em Medicina e os momentos difíceis que passou. Chora copiosamente e em silêncio. Lágrimas escorrem pelo seu rosto. Ao terminar a exibição, Dr. Pessoa com voz embargada diz que não vai ter condições de fazer o pronunciamento e reclama: “isso é uma perversidade comigo. O vídeo era para passar depois da minha fala”, reage e em seguida fez seu primeiro pronunciamento como prefeito. Uma hora lendo o discurso e em outras improvisando a fala que durou cerca de 23 minutos. 

Assista o vídeo abaixo: 

 

Ao chegar ao fim da posse virtual, Dr. Pessoa fez questão de tirar fotos com todos que estavam na sala. O motorista Mauro, que acompanha Dr. Pessoa há quatro anos, tirou foto com ele. Dr. Pessoa então anuncia que mesmo chefe do poder executivo municipal continuará se deslocando na picape, modelo Strada 2009, carro que o acompanhou na campanha, uma espécie de “Papa móvel”, batizado de “Fuquinha”. Ele disse que usará dois carros – o Strada e outro – de sua propriedade.

Dr. Pessoa disse ainda que usará o modelo da Suécia quando o assunto é transporte. Disse que iria pedir que os secretários usem seus veículos e estimulará a equipe a usar bicicletas ou ônibus como faz o governo da Suécia.

Lembrança da mãe

 

Ao escolher a roupa para a posse, terno escuro e camisa amarela, Dr. Pessoa contou que lembrou da mãe, que morreu há 35 anos. Ele disse que sonhou com ela dizendo para usar as duas cores, pois lhe “caíam bem”, dizia a mãe no sonho. 

O novo prefeito se despediu contanto que ontem à noite tomou meio comprimido de Lexotan, tranquilizante para relaxar, disse que acredita um pouco em superstições e que estava lendo o filósofo Nicolau Maquiavel. Ele garantiu também que fará um governo pautado na austeridade, focado no combate a desigualdade social e comparou a função de prefeito a de médico. “Os dois tratam de gente e agora é trabalhar e trabalhar”.

 

Por Yala Sena
[email protected]

  • possenova12.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • possenova11.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • possenova10.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • possenova9.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • possenova8.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • possenova7.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • possenova6.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • possenova5.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • possenova4.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • possenova3.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • possenova2.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • possenova.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • prefeito.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • posse2.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • pessoa2.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
  • emocao.jpg Rômulo Piauilino/ Semcom
Imprimir