Cidadeverde.com
Últimas

Novo presidente do TJ toma posse e diz que vai priorizar concursos

Imprimir
  • posse3.jpg Roberta Aline
  • posse2.jpg Roberta Aline
  • posse1.jpg Roberta Aline
  • tj7.jpg Roberta Aline
  • tj6.jpg Roberta Aline
  • tj5.jpg Roberta Aline
  • tj4.jpg Roberta Aline
  • tj3.jpg Roberta Aline
  • tj2.jpg Roberta Aline
  • tj1.jpg Roberta Aline

O novo presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) para o biênio 2021/2022, desembargador Ribamar Oliveira, foi empossado solenemente na noite desta quinta-feira (7). A cerimônia contou com a presença do ministro do Supremo Tribunal de Federal, Kassio Nunes Marques, o  governador Wellington Dias (PT) e do prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB).

Ribamar Oliveira disse que uma de suas metas é colocar a justiça do estado em uma colocação melhor no cenário nacional. “Eu considero um desafio porque nós temos muito o que fazer. Temos muito o que fazer. O Piauí é um estado pobre e tem a justiça de um estado pobre. Mas precisamos avançar e conseguir uma colocação melhor no judiciário brasileiro”, afirmou.

O novo presidente diz que o foco da sua gestão será agilizar a realização de julgamentos. Ribamar Oliveira vai implementar o sistema de inteligência artificial, que permitirá a busca dos temas judiciários com mais celeridade. 

"Estamos lançando esta semana um laboratório de inteligência que vai desenvolver ferramentas de tecnologia da informação já implementada em alguns estados brasileiros para dinamizar o andamento dos processos e mostremos resultados mais ágeis", declarou.

Ele lembrou que, apesar das dificuldades orçamentárias, a mão de obra terceirizada no Tribunal de Justiça será deixada aos poucos para poder priorizar a realização de concurso público e contratação de servidores efetivos.

"Estamos nos utilizando de terceirizados com mão de obra competente, mas o certo é que façamos concurso para que a pessoa venha prestar um serviço de qualidade. O terceirizado é uma mão de obra que aos poucos vamos deixando de lado para implementar a realização de concursos", declarou.

Foto: Thiago Amaral

O ex-presidente do TJ, desembargador Sebastião Ribeiro Martins, fez um balanço de sua gestão. "No nosso planejamento nós demos prioridade ao aumento da produtividade, o incentivo a conciliação e a mediação, também fortaleci a rede de combate à violência contra a mulher e a digitalização. Estou muito satisfeito com relação à digitalização. Todo o poder Judiciário tramita hoje 600 mil processos, destes 433 mil estão eletrônicos. Vamos mudar para no novo tribunal 100% digital. Não haverá uso de papel. 

O governador Wellington Dias falou sobre a boa relação entre os poderes. "É uma relação madura entre o Executivo, Judiciário e também o Legislativo. Essa harmonia é importante para que a população se sinta segura, ou seja, a lei ela é para ser cumprida a todos que vivemos aqui no Piauí e, ao mesmo tempo, aplicada conforme foi a vontade do legislador que representa a vontade do povo", afirmou, ressaltando que a boa relação ajuda o desenvolvimento do Piauí.

"Esse ambiente seguro ajuda para criar confiança para o momento de investimento. O Piauí tem hoje um volume importante de empresários do setor privado em diferentes áreas, no comércio, no lazer, agricultura, áreas de indústrias, investimentos em geração e distribuição de energia. Esse ambiente seguro contribui para bons resultados", disse.

Dr. Pessoa disse que era uma honra participar da solenidade e falou na harmonia dos poderes.  "Os poderes têm que trabalhar junto. Isso demonstra união e harmonia. Me sinto honrado em participar dessa festa.

Izabella Pimentel e Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir