Cidadeverde.com
Política

Índice de letalidade vai cair com vacina, diz Marcelo Castro

Imprimir

O senador Marcelo Castro (MDB) e ex-ministro da Saúde no governo Dilma Rousseff (PT) comemorou nesta terça-feira (19) o início da vacinação contra a covid-19 no país. Segundo ele, apesar de a coronavac não imunizar em 100% vai ajudar a derrubar a taxa de letalidade do novo coronavírus.

“A vacina diminui o número de infecções, internados e mortes. Isso é que é extraordinário. Por exemplo, a coronavac. Quem tomar a vacina terá uma chance de 50% de não se infectar, mas se por acaso cair no grupo dos 50% que serão infectados, ele não vai desenvolver a forma grave da doença. É o que os estudos dizem até agora”, afirmou em entrevista à TV Cidade Verde.

De acordo com o senador, que é médico, não tendo a forma grave da covid-19, as internações e mortes vão cair.

“Não desenvolvendo a forma grave da doença, as pessoas não serão internadas, não irão para a UTI e não serão intubadas e o índice de letalidade vai cair drasticamente. É uma notícia fabulosa”, disse.

Para Marcelo Castro, agora é a hora do Brasil ir atrás dos insumos na China para produzir em larga escala as vacinas.

“O que precisamos agora é trazer os insumos da China tanto para o Instituto Butantã e Fiocruz para poder fazer aqui no Brasil mais de 100 milhões de doses. O mais importante agora é vacinar os grupos de risco: idosos e profissionais de saúde”, finalizou.

2022

O senador Marcelo Castro, presidente estadual do MDB, voltou a dizer que é improvável um partido indicar mais de uma vaga na chapa majoritária da base aliada em 2022. Estarão em jogo os cargos de governador, vice e uma vaga ao senado.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir