Cidadeverde.com
Últimas

Piauí aguarda chegada de mais 11 mil doses da CoronaVac nesta segunda

Imprimir

 

O Piauí deve receber mais 11 mil doses da vacina CoronaVac nesta segunda-feira (25). O avião com o material deverá pousar no aeroporto de Teresina às 18 horas. Inicialmente, a previsão era para o voo chegar ao Piauí às 16h50. A Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) esclarece que essas doses complementam a primeira remessa das vacinas que chegaram ao estado na semana passada.  A primeira remessa da CoronaVac foi de 61.160 doses. O Piauí também recebeu 24 mil doses da vacina de Oxford/AstraZeneca.

Nesta segunda, a Sesapi divulgou o “vacinômetro”, que é uma plataforma para acompanhar a campanha de vacinação contra a Covid-19 no estado. Com a ferramenta, o estado busca transparência na evolução da vacinação no Piauí, por fases e ordem de prioridade. O superintendente da Sesapi, Herlon Guimarães, ressalta que o painel de transparência faz parte do plano nacional de imunização. 

De acordo com a ferramenta, 13.113 pessoas já receberam a primeira dose da CoronaVac no estado. Desse total, 12.840 doses foram recebidas por profissionais de saúde, 264 por idosos residentes em instituições de longa permanência e nove pessoas com deficiência institucionalizadas, diz a Sesapi. 

Guimarães esclarece que o Ministério da Saúde enviou doses a mais para o estado na primeira remessa da CoronaVac. "O Ministério da Saúde havia passado uma quantidade y de profissionais; só que ele mandou vacinas a mais para uma quantidade que depois ele definiu a mais de profissionais. Iremos receber na tarde de hoje o equivalente a 6% de vacinas para profissional de saúde. Amanhã nós iremos distribuir 10% para os profissionais de saúde. Então, nós vamos acrescer no que havia ficado do primeiro lote porque a vacina é a mesma”.   

"É de extrema importância essa transparência com a população até porque é um produto que o mundo inteiro está querendo. Nós precisamos trabalhar com segurança, com honestidade, com transparência, para que toda a nossa população piauiense possa sair disso o mais rapidamente”.

O superitendente também explica que a plataforma lançada nesta segunda não é oficial. A oficial é a plataforma do Ministério da Saúde, que contará com dados mais específicos, como CPF do vacinado, o CPF do profissional de saúde que aplicou a vacina e o local de vacinação. Por hora, os municípios vão atualizar os dados locais na plataforma da Sesapi para manter o controle da vacinação. 

“Neste momento, nós começamos a fazer o monitoramento dessas doses aplicadas. É importante dizer que o estado do Piauí é o primeiro a sair na frente com esse painel. São servidores do estado que trabalharam na construção desse painel. É importante esclarecer que esse painel não é oficinal, nós criamos essa ferramenta para que os municípios possam colocar os seus dados para que, no momento em que a plataforma do Ministério da Saúde esteja estável, em condição de atualizar, o município possa atualizar nela”, diz o superintendente. 

Foto: Roberta Aline/Ccom



Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir