Cidadeverde.com
Geral

Motoristas fazem nova paralisação e deixam parte da zona Leste sem ônibus

Imprimir

O impasse entre os trabalhadores de transporte coletivo de Teresina e os patrões continuam. Depois da greve realizada no consórcio da zona Sudeste, ainda no mês de janeiro, desta vez foram os trabalhadores de uma empresa que atua na zona Leste da capital: Viação Santana. 

Cerca de 17 ônibus deixaram de circular no começo da manhã desta quinta-feira(04), após os trabalhadores cruzarem os braços, em protesto contra a falta de pagamento de férias, de 30% do salário por três meses e ainda o pagamento integral de trabalhadores que que retornaram ao trabalho em dezembro. 

De acordo com Francisco Sousa, membra da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Piauí (Sintetro), as negociações com a direção da empresa começaram ainda no início de janeiro, mas os acordos feitos não estariam sendo cumpridos. 

“Nós já conversamos várias vezes. Eles colocaram os trabalhadores de férias e acordaram que iriam pagar as férias de dois por dia, já estamos em fevereiro e nunca terminaram os de janeiro, ainda faltam 11 e ainda nem começaram os de fevereiro, que já entraram de férias. Não pagaram a contrapartida do contrato de suspensão da pandemia, que o governo pagou 70% do salário e eles ainda devem os 30% de três meses e tem trabalhador que retornou em dezembro, nunca foi escalado e ainda está sem receber dezembro e janeiro. Toda proposta que eles fazem a gente não acredita mais”, afirma Francisco Sousa. 

Foto: Divulgação Sintetro

Os trabalhadores se concentram na frente da empresa, localizada no bairro Tabuleta, zona Sul de Teresina e enfatizam que só voltam ao trabalho depois de regularizar a situação. Mais de 50 trabalhadores estão no local. 

A empresa Viação Santana faz parte do Consórcio Urbanus e é uma das filiadas ao Sindicato de Transporte Urbano de Teresina (Setut). 


Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir