Cidadeverde.com
Geral

Procuradoria barra liberação de 22 projetos da Lei Aldir Blanc em Teresina

Imprimir

 

A Procuradoria Geral do Município recomendou a Fundação Monsenhor Chaves a não liberar recursos de 22 projetos da Lei Aldir Blanc, devido a falta de documentações, que é de responsabilidade da Fundação, e não foram apresentadas pela gestão anterior. Os projetos somam cerca de R$ 615 mil.  A Fundação aprovou 188 projetos em Teresina. 

Sheyvan Lima, presidente da Fundação Monsenhor Chaves, informou ao portal Cidadeverde.com que encontrou na Fundação 22 projetos que não foram pagos até o dia 31 de dezembro, mas foram empenhados.

“Temos todo interesse de pagar esses processos que juntos somam R$ 615 mil, que seriam injetados nas produções culturais de Teresina. Porém estivemos com a Procuradoria Geral do Município, já tratamos com o setor jurídico e não encontramos documentos do rito do processo de avaliação, aprovação e pontuação dos projetos. Nós já vasculhamos tudo. Não encontramos os documentos, e recomendados pela Procuradoria estaremos de hoje para amanhã nos comunicando oficialmente com os ex-gestores solicitando deles a apresentação dos documentos”.

Foto: Yala Sena

Entre os documentos em falta, citados pelo presidente, está a ficha de avaliação dos processos aprovados, atas da comissão de avaliação  e julgamentos. 

Sheyvan destacou a importância dos recursos para a economia local.

“A gente sabe da importância desse recursos entrarem no circuito cultural de Teresina. O gestor não pode pagar a bel prazer, a bel vontade. Preciso estar amparado em documentos legais para autorizar o pagamento”.

O presidente da Fundação, lembrou que a Prefeitura de Teresina tentou manter os trabalhos dos músicos, que foi proibido na portaria estadual, mas foi impedido pela justiça.

Sheyvan disse ainda que a lei é nova e se não encontrarem os documentos dos projetos não sabe o que irá acontecer. “Se não tiver a documentação fico impedido de pagar, mas juntos vamos buscar alternativas”, disse. 

Veja mais sobre os projetos da Fundação:

 

Flash Yala Sena
yala[email protected] 

Imprimir