Cidadeverde.com
Geral

Metrô opera com 50% da capacidade de usuários mesmo com greve nos ônibus

Imprimir

O Metrô de Teresina (VLT) continua com a capacidade de usuários por viagem reduzida devido a pandemia da Covid-19, mesmo com a greve dos motoristas e cobradores do transporte público de Teresina, para evitar aglomeração dentro dos vagões. A rota do metrô liga a Zona Sudeste ao Centro de Teresina.  

A presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP), Josiene Marques, comenta que, normalmente, uma viagem pode transportar até 600 usuários, mas, devido a pandemia, a capacidade foi reduzida pela metade, ou seja, para 300 usuários.

“Desde o retorno das nossas atividades nós temos operados apenas com 50% da nossa capacidade, e essa capacidade está em torno de 20% a 30%. Com a greve dos ônibus, essa demanda aumentou, mas ainda estamos no nosso limite, que é de 50%, para que não haja nenhuma aglomeração”.

Josiene Marques ressalta que a “equipe técnica e operacional está preparada para - se houver a necessidade e uma maior demanda – operar com mais um VLT”.

“Nós fazemos em torno de 20 viagens diárias, que leva 35 minutos cada viagem. A nossa tarifa é de apenas R$ 1”. 

A CMTP já ampliou o horário de funcionamento. Atualmente, as viagens se iniciam às 6h50 e vão até às 18h30. 

“Se houver necessidade e se prolongar a greve dos ônibus, a gente vai colocar até aos sábados, das 6h50 às 14h”. Até o momento, segundo a presidente, não houve essa necessidade, e as viagens ocorrem somente de segunda a sexta-feira. 

A presidente da CMTP acrescenta que “todas as medidas necessárias nós estamos adotando. É o uso de máscara, o uso de álcool em gel e o distanciamento social”.

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir