Cidadeverde.com
Cidades

Apicultores do semiárido piauiense são beneficiados pela Codevasf com equipamentos

Imprimir

Cerca de 20 famílias de apicultores do semiárido piauiense estão melhor estruturadas para desenvolver suas atividades. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) fez a entrega de materiais e equipamentos mediante termo de doação ao Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Piauí (Emater/PI). Os municípios beneficiados foram São Miguel do Tapuio e Assunção do Piauí, no norte do estado.

Foram repassados aos apicultores 86 colmeias tipo Langstroth (ou colmeia americana), uma mesa desoperculadora e dois tanques decantadores. O investimento do governo federal, por meio da Codevasf, foi de R$ 21,5 mil, recursos oriundos de emenda parlamentar.

“Esse é mais um exemplo de que, com investimento bem distribuído, se consegue viabilizar condições para melhoria da qualidade de vida de produtores rurais e, consequentemente, promover o desenvolvimento regional, que é missão da Codevasf”, explica Inaldo Guerra, superintendente regional da Companhia no Piauí.

“Temos uma grande expertise em negócios que geram renda para o homem que vive nas áreas onde atuamos. Isso é bom para o meio ambiente, pois são atividades sustentáveis, e para as famílias, que ganham uma perspectiva de vida e não precisam migrar. A revitalização dos rios se faz pensando também no homem que ali habita”, afirma Davidson Tolentino, diretor da Área de Revitalização da Codevasf.

Investimentos em apicultura no Piauí

No período de 2010 a 2019, a Codevasf investiu R$ 5,3 milhões no apoio à apicultura no estado. São ações que envolvem desde a construção de Unidades de Extração (Casas de Mel) e de entrepostos (construção, ampliação, reforma e adequação) até o investimento na aquisição e repasse de equipamentos, indumentárias, colmeias, cera de abelha para apicultores familiares, além de capacitações e apoio ao associativismo, entre outras ações que contribuíram para que o Piauí se destacasse, atualmente, entre os maiores produtores e exportadores de mel do País.

Da Redação
[email protected]

Imprimir