Cidadeverde.com
Economia

Como entrar na febre do Forex de forma menos arriscada?

Imprimir

Foto: A7 Press/Folhapress

Devido à recente pandemia, houve um descompasso dos valores de moedas estrangeiras, e isso fez muitos pessoas voltarem os olhos para o Forex. Alguns já lidam com o trading de ativos diversos, enquanto outros ainda não têm ideia de como um trader atua. Para ambos os casos, o caminho é similar quando se trata de começar a entender esse mercado.

O Básico do Forex

Dependendo do nível de familiaridade com os conceitos de investimento, alguns interessados no Forex já sabem do que precisam. Por exemplo, não é possível ignorar a necessidade de escolher a melhor corretora de Forex para atuar. Junto a isso, é necessário absorver os conceitos da área e como as negociações são realizadas.

Independentemente do perfil de risco de um futuro trader, ter em mente esses dois aspectos – a corretora e os conceitos básicos – é fundamental.

Como Começar a Negociar Forex?

Entender os conceitos básicos e aprender as diferentes análises técnicas é o primeiro passo. Esse processo pode ser realizado por meio de cursos, ou de forma totalmente autodidata. A única coisa que não é sugerida quando se trata de Forex é tentar aprender na prática – embora essa traga ensinamentos valiosos para os que já iniciaram.

Alguns conceitos que devem ser explorados a fundo são:

· Os fundamentos do Forex
·Os tipos de ativos negociados
·Cotizações e valores
·Análises técnicas
·Tipos de software
·Melhor corretora no Brasil

Somente com a certeza de que esse conhecimento já está bem solidificado é que vale a pena começar a negociar. Nesse momento, então, vem a parte realmente prática.

Preparando-se para as Negociações

De posse das principais informações que acompanham um trader em uma mesa de negociações, chega o preparo para negociar de fato. No entanto, é importante não ter pressa de pular para o trading real só porque sai uma notícia de alta do dólar, por exemplo.

Esse preparo é o que de fato deixará o trader apto psicologicamente para lidar com as negociações reais. Então, aberta a conta na melhor corretora que conseguir encontrar, é válido buscar a prática em uma conta demo. Como o próprio nome revela, são apenas simulações que não incorrem em gastos para o trader.

Não existe um tempo certo para definir quando será a hora de iniciar o trading em uma conta real. Acertos e erros fazem parte da rotina dos iniciantes e também dos traders avançados, e não devem servir como indicação de se estar pronto ou não. Simplesmente espere até ter confiança no próprio conhecimento, sem que isso atrapalhe as decisões.

Como Traders Iniciantes Devem Negociar?

A única diferença para aqueles que resolveram entrar agora para o trading e os mais experientes é o nível de conhecimento. Em termos de risco, todos estão sob as mesmas probabilidades. Por isso, ambos os níveis devem ter cautela em suas negociações.
De preferência, opte por palpites menos arriscados a princípio, com negociações baixas. É preferível iniciar devagar, sem nem mesmo dedicar tanto do seu tempo a isso, do que correr riscos altos.

Que Outras Opções Há no Mercado?

É claro que o trading de Forex é só uma alternativa em meio a muitas outras. Investidores que passarem pelo processo de iniciação descrito acima e não se sentirem à vontade não precisam ficar presos à renda fixa. Há ativos e tipos de negociação mais conservadores – em se tratando de perfil de risco.

No entanto, não há uma opção que não envolva algum grau de risco ou de dedicação. Os estudos fazem parte da vida do trader, igualmente de notícias e conceitos da própria negociação, e atualizar-se é parte da rotina. As negociações em si, muitas das vezes, não representam nem mesmo a terça parte da vida do trader.

Com isso em mente, já ficou mais claro como e se vale a pena entrar no Forex de forma menos arriscada, conforme o seu perfil de risco. Há avanços e retrocessos no cenário social e econômico atual devido ao novo coronavírus, e desses saem boas oportunidades.

Da Redação
[email protected]

Imprimir