Cidadeverde.com
Últimas

Enfermeiros entregam escalas no HUT por corte de gratificação; FMS remaneja profissionais

Imprimir

Foto: Roberta Aline

Atualizada às 20h28

Pelo menos 12 enfermeiros que atuam na ala covid do Hospital de Urgências de Teresina (HUT) desistiram de suas escalas de plantão. Os profissionais alegam o corte nos salários. O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, confirmou ao Cidadeverde.com que as baixas realmente aconteceram, no entanto, outros profissionais foram remanejados para o HUT.

O problema, de acordo com Gilberto Albuquerque, ainda é o corte da insalubridade extra que era paga pelo Ministério da Saúde.

“Antigamente eles recebiam uma gratificação extra covid e o Ministério da Saúde tirou. Tiveram 12 que desistiram da escala e eu mandei 20, pois pode ser que mais algum desista”, afirmou o presidente da FMS.

Ainda de acordo com o presidente, o corte na insalubridade por parte do Ministério da Saúde se deu pelo fato de os profissionais já estarem vacinados.

“Ainda é aquela briga dos 40% covid que no ano passado pagavam. Só que esse ano todo mundo está vacinado, então não justifica mais insalubridade extra, por isso que o Ministério da Saúde cortou”, declarou Albuquerque.

Segundo o presidente do sindicato dos Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Senatepi), Erick Riccely, muitos profissionais aguardavam que este mês sairia algum pagamento retroativo ao que foi cortado no contracheque. No início de março, a FMS chegou a informar que o prefeito Dr. Pessoa (MDB) havia autorizado o pagamento, com recursos próprios, do adicional de insalubridade de 40%.

"Alguns acreditaram que este mês a prefeitura fosse pagar alguma coisa que foi cortada", disse.

Enfermeiros, auxiliares e técnicos em Enfermagem chegaram a paralisar as atividades e protestar em frente à prefeitura de Teresina. 

A assessoria de comunicação do HUT garantiu que o hospital está funcionando normalmente e que os salários dos profissionais foram pagos em dia.

Em nota, a FMS confirmou que foram alocados profissionais para adequar as escalas de plantão:

Em razão de noticias veiculadas na data de hoje (01/Abr), referente a cortes de salários e abandono das escalas de trabalho de servidores da área da enfermagem no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), a Fundação Municipal de Saúde (FMS) esclarece que os salários foram pagos em dia e as escalas dos plantões desses profissionais permanecem adequadas com alocação dos recursos humanos disponíveis, contemplando o profundo compromisso com a saúde e o bem estar da população.

Ademais os servidores que se sentirem prejudicados com os valores recebidos podem solicitar informações no RH da unidade de saúde ao qual estão lotados.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir