Cidadeverde.com
Geral

Segunda dose da Coronavac está atrasada em mais de 100 cidades do Piauí

Imprimir

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

Mais de 100 municípios piauienses estão com a aplicação da segunda dose da Coronavac atrasada. A vice-presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Piauí (Cosems-PI), Leopoldina Cipriano, explica que os dados estão em atualização e que o último balanço apontou para a falta de 23 mil doses. 

"A planilha de agora indicou que faltam 23 mil doses para 119 municípios. Ontem (03) faltavam 25 mil doses para 105 municípios", explica Cipriano. 

A falta de vacina tem impactado, principalmente, idosos. O desabastecimento não atinge a Capital. 

Ela explica que o atraso ocorreu após recomendação do Ministério da Saúde para que estados e municípios aplicassem todas as vacinas enviadas por lote. A orientação gerou escassez de segunda dose em várias cidades do país. Diante da situação, estados e municípios foram orientandos a guardar parte do estoque para a segunda aplicação.

"Além disso, muitos frascos vieram apenas com nove doses, o que é considerado normal. De toda forma, o intervalo de 28 dias entre a aplicação de uma dose e outra é o limite prudencial. Se a pessoa for tomar a vacina em um prazo maior continua tendo efeito. Não pode é deixar de ser vacinado", explica a vice-presidente do Cosems-PI. 

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

Ao Cidadeverde.com, ela disse que o Cosems realiza uma 'força-tarefa' para que todos os municípios enviem até esta quarta-feira (05) o quantitativo que falta. 

"Tivemos uma reunião com o Ministério da Saúde que deu o prazo até sexta (07) para fecharmos o relatório dessa quantidade que falta e pediu dez dias pra encaminhar as doses. Nós queremos enviar a planilha já amanhã", finaliza Leopoldina Cipriano. 

 

Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir