Cidadeverde.com
Esporte

4 de Julho quer engrenar vitórias e subir na tabela do Piauiense

Imprimir

Foto: Roberta Aline

Após vencer o Flamengo-PI no meio da semana por 1 a 0 o Colorado de Piripiri começa a buscar de forma mais concreta a parte de cima da tabela. O time chegou aos 16 pontos e está na 4ª colocação empatado com o Flamengo em praticamente todos os critérios, o desempate é no número de cartões amarelos. O 4 de Julho se prepara para enfrentar no domingo (9) o River, às 15h45min, na Arena Ytacoatiara, em Piripiri. 

O time vinha de uma sequência ruim, em três jogos uma derrota e dois empates. O bom resultado diante ao Rubro-Negro reacende o time na competição e na busca por uma das vagas na final. “Estávamos a três jogos sem vitorias e isso incomoda muito. Um time que tem qualidade, tem compromisso e viemos aqui em Teresina em busca desse resultado positivo e o importante foi ter obtido essa vitória para nos dar força, confiança e brigar até o final por uma das duas vagas”, disse Flávio Araújo. 

Faltando três jogos para encerrar a primeira fase o 4 de Julho vai enfrentar River, Picos e mais uma vez o Flamengo. O único confronto direto em relação aos times que estão na parte de cima da tabela é contra a Raposa, mas ainda tem grandes chances de estar entre os dois primeiros colocados. 

“Agora estamos olhando só para parte de cima da tabela. E agora a luta está ferrenha com as equipes buscando uma das duas vagas e creio que vá até última rodada essa disputa por uma das duas vagas. Temos que estar atentos a tudo, pois são praticamente seis equipes brigando por essas duas vagas. Só estão fora dessa disputa o Picos e o Tiradentes que estão brigando para não cair”, acrescentou Flávio Araújo.

Para o jogo do domingo (9) o time tem o retorno do zagueiro Gilmar Bahia e também do atacante Ted Love. O atacante Dudu Beberibe segue como dúvida, pois está tratando lesão na posterior da coxa. O jogo entre 4 de Julho e River será no domingo (9), às 15h45min, na Arena Ytacoatiara, na cidade de Piripiri. 

 

 

 

Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir