Cidadeverde.com
Geral

Equatorial e Polícia reforçam ações contra furto de energia na capital

Imprimir

 

A Equatorial Piauí e a Polícia Civil reforçaram as ações para combater o furto de energia na capital e no interior do Piauí. Somente no mês de maio, cinco pessoas já foram presas suspeitas de adulterar contadores de energia, entre elas empresários e proprietários de restaurantes.

De acordo com o Luiz Carlos Cardoso, gerente de relacionamento com o cliente da concessionária,  as equipes estão recebendo treinamento para identificar irregularidades nas unidades consumidoras. 

"Essa prática, que é um crime, pode ser feita de diversas maneiras, como a adulteração do medidor ou por desvio direto da rede de energia para o consumo, sem o devido pagamento. A Equatorial tem investido na capacitação das equipes e em tecnologia, para identificar o furto de energia. As ações do governo do Estado, por meio da Secretaria de Segurança, também ajudam nesse trabalho", destacou.

De acordo com a Equatorial, desde 2018, quando a concessionária assumiu o serviço, mais de 240 mil unidades consumidoras foram identificadas e autuadas por furto de energia. As ações resultaram na prisão de 126 clientes que respondem pela prática criminosa. 

"É muito importante destacar que esse é um problema grave de todas as distribuidoras no país e isso traz prejuízos para todo mundo. Primeiro para a concessionária, que deixa de ter mais recursos para investir no atendimento e fortalecimento, para o Estado que deixa de arrecadar ICMS, e para todos os demais consumidores, porque a energia furtada e não paga representa um elemento a mais quando a Aneel vai definir a tarifa", destaca Luiz Carlos. 

 

 

 

Natanael Souza
[email protected] 

Imprimir