Cidadeverde.com
Vida Saudável

Sedentarismo pode agravar a saúde cardíaca de mais de 30% dos brasileiros

Imprimir

Arquivo CV

A hipertensão arterial é uma doença que provoca o aumento anormal da pressão do sangue e que mata mais de 10 milhões de pessoas anualmente no mundo. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), cerca de 30% dos brasileiros são hipertensos, o que denota o expressivo número de pessoas que inspira cuidados, seja na alimentação, seja na prática de exercícios diários.    

O excesso do consumo de sal, a obesidade e a idade avançada são fatores de risco tradicionais, mas o sedentarismo também tem papel de destaque no aumento da pressão arterial. Como explica o educador físico, Samuel Guerra, estar sentado o dia inteiro favorece aumento de pressão. Por isso, atividades físicas com o devido acompanhamento profissional são bem-vindas. Entretanto, as pessoas que já diagnosticadas com hipertensão precisam ter uma atenção especial. 

“Durante a realização dos exercícios físicos, naturalmente, ocorre um aumento da pressão sanguínea. Por isso, a pessoa hipertensa deve ter um maior cuidado durante a prática das atividades. Para este público, eu aconselho bastante atenção e acompanhamento profissional para evitar sufocos. Ainda assim, é possível afirmar que o exercício físico é uma estratégia importante tanto para a prevenção quanto para o tratamento da hipertensão”, explica o profissional de educação física.    

Para quem deseja executar atividades físicas, os exercícios aeróbicos e com uso de elásticos são benéficos e de efetivo controle da pressão. Em relação à frequência, o ideal é praticar ao menos três vezes por semana, por 30 minutos, com intensidade moderada.   
   
DICA PARA HIPERTENSOS    

Algumas práticas são aconselhadas para melhorar ou mesmo baixar a pressão arterial. Desde que estabelecida uma intensidade moderada, fazer caminhada, andar de bicicleta, nadar ou realizar musculação são opções de atividades interessantes.  “Alguns esportes podem fazer a pessoa ficar sem fôlego facilmente. Assim, quem é hipertenso deve evitá-los ou ter atenção redobrada para não prender a respiração, pois essa prática tende a aumentar os níveis pressóricos. Por isso, é melhor ir com calma e evoluir gradativamente. O mais importante é que haja familiarização e prazer no desenvolvimento, pois isso garantirá o compromisso com os exercícios.”, finaliza Samuel Guerra.    

Pessoas hipertensas devem ser avaliadas antes de iniciarem um programa de atividades físicas, preferencialmente obtendo uma liberação do médico. Além disso, tanto hipertensos como cardiopatas em geral têm possibilidade de maiores complicações pela Covid-19, sendo imprescindível o distanciamento social e o uso de máscara, além de priorizar locais de ventilação abundante.

 

[email protected]

Imprimir