Cidadeverde.com
Esporte

Internacional vence Olímpia e encaminha classificação na Libertadores

Imprimir

Uma vitória suada e merecida do Internacional. Em um dos jogos que fecharam as disputas da quinta e penúltima rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América na noite desta quinta-feira, o Internacional conquistou uma importante vitória para ficar cada vez mais perto da classificação no Grupo B, um dos mais equilibrados da competição. 

Fotos: Ricardo Duarte - Internacional

O time gaúcho venceu o Olímpia, pelo placar de 1 a 0, em pleno estádio Manuel Ferreira, em Assunção, no Paraguai. O único gol do jogo foi marcado por Yuri Alberto, já na parte final do segundo tempo.

Com o resultado, o Internacional chegou aos nove pontos e divide a liderança do Grupo B com o Deportivo Táchira-VEN, mas fica na frente no saldo de gols (7 contra 1).

Já o Olímpia é quarto colocado com seis. Mas, nesta chave todos os quatro integrantes chegam com chances matemáticas de avançarem na última rodada.

O time gaúcho é o que vive a situação mais tranquila, já que apesar de fazer um confronto direto, tem bom saldo de gols, que é o primeiro critério de desempate. Os dois primeiros vão seguir na disputa e o terceiro colocado vai entrar nas oitavas da Copa sul-americana.

Na sexta e última rodada da fase de grupos, o Internacional jogará por um empate diante do Always Ready-BOL, na próxima quarta-feira (26), às 19h, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Situação diferente do Olímpia que terá que vencer o Deportivo Táchira-VEN, em casa, no estádio Manuel Ferreira e ainda tirar a diferença entre as equipes no saldo de gols.

O primeiro tempo foi bastante burocrático com as duas equipes se estudando no meio-campo e trocando passes para achar espaços na defesa adversária. 

Tanto que o Internacional controlou boa parte dos 45 minutos iniciais e teve 70% de posse de bola, mas não conseguiu converter essa superioridade em lances de perigo.

Tanto que a primeira boa chance só foi acontecer aos nove minutos. Palacio cruzou na medida para Thiago Galhardo, que subiu livre, mas acabou cabeceando para fora.

Do outro lado, acuado, o Olímpia se fechou na defesa e tentava responder em contra-ataques rápidos com bolas alçadas na área. Em um desses lances, aos 37 minutos, Estigarribia pegou o rebote e encontrou Iván Torres invadindo a área, nas costas da defesa do Internacional que estava desarrumada. 

O lateral chegou chutando de primeira, mas mandou para fora, raspando na trave direita de Marcelo Lomba. Por isso, o primeiro tempo terminou com o empate sem gols.

Na volta do intervalo, o Internacional fez pressão para tirar o zero do placar desde o primeiro minuto. A primeira chance de perigo veio aos oito, quando após uma boa troca de passes, Saravia cruzou na área e Moisés desviou de cabeça, mas pegou fraco na bola e mandou nas mãos do goleiro adversário. 

A partir daí, o ritmo do jogo acelerou e depois de duas faltas firmes, o Olímpia viu o zagueiro Salcedo sendo expulso.

Com mais espaço e um jogador a mais, o Inter seguiu em cima. Aos 21, Victor Custa soltou o pé em uma cobrança de falta, mas o goleiro Aguilar conseguiu se esticar inteiro e espalmar para fora.

Porém, a melhor chance veio aos 32, quando Yuri Alberto recebeu um toque açucarado de Taison e ficou cara-a-cara com o goleiro adversário, mas chutou fraco em cima do rival.]

Apesar do erro, o camisa 11 se redimiu cinco minutos depois ao colocar o time brasileiro em vantagem. Aos 37, Moisés cruzou, Marcos Guilherme escorou e a bola sobrou limpara para Yuri Alberto, que bateu de primeira e mandou a bola para o fundo das redes. 

Nos minutos finais, o próprio atacante acabou sendo expulso pelo segundo cartão amarelo, mesmo assim o Internacional conseguiu segurar a vitória por 1 a 0.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir