Cidadeverde.com
Últimas

MP defende barreiras sanitárias para evitar variante indiana do coronavírus no Piauí

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

O Ministério Público expediu nesta segunda-feira (24) uma recomendação às autoridades de saúde do Piauí para a adoção de providências imediatas para evitar a chegada da variante indiana do novo coronavírus ao Estado. O documento, assinado pelo promotor Eny Marcos Vieira Pontes, leva em conta a confirmação de casos da nova variante no vizinho estado do Maranhão, entre tripulantes de um navio. 

Entre as medidas defendidas, está a realização de barreiras sanitárias nos limites territoriais, além de terminais rodoviários e aeroportos, na capital e no interior. O MP também recomenda a realização testes e a realização de busca ativa de possíveis casos de contaminação pela nova variante.

Os gestores têm o prazo de cinco dias, a contar do recebimento das orientações, para apresentar resposta acerca do acolhimento da recomendação. O promotor de Justiça adverte que a tomada de conhecimento da recomendação é elemento de prova para o ajuizamento de futuras ações cíveis ou criminais.

Até o momento, a Secretaria de Saúde do Piauí não informou a existência de casos suspeitos da variante no Estado. 

Casos

O governo do Maranhão confirmou na última quinta-feira (20) que seis tripulantes de um navio estão com a variante indiana. É  a cepa B.1617 originada na Índia. Cerca de 100 pessoas que tiveram contato com esses tripulantes estão sendo testadas, acompanhadas e isoladas.

Os estados do Pará e Ceará também confirmaram que investigam casos suspeitos de infecção pela variante indiana do coronavírus.

 


Natanael Souza (Com informações do Ministério Público)
[email protected] 

Imprimir