Cidadeverde.com
Geral

Moradores questionam fechamento de rua na zona sudeste de Teresina

Imprimir

O fechamento de um trecho da rua Senador Valdemar Santos, na zona sudeste de Teresina, gerou indignação entre moradores e comerciantes da região. A via, considerada a principal ligação entre os bairros Renascença I e Renascença II,  foi  fechada como parte das intervenções realizadas no projeto de urbanização da Avenida Noé Mendes, que prevê a instalação de uma pista de caminhada e atividades físicas.

As obras já iniciaram no local, impedindo a passagem de veículos e prejudicando a circulação de pessoas entre os dois bairros. De acordo com os moradores, além do comércio, também serão prejudicados atividades religiosas e escolas que funcionam nas proximidades. 

"Toda a população está indignada com essa nova medida da prefeitura, porque, no caso, aqui é a passagem principal entre os dois bairros, o acesso do Renascença I ao Renascença II, para as igrejas, os colégios. Tem também a área do comércio que vai ficar mais complicado. Já não tinha estacionamento e agora estão fechando essa passagem", reclamou o comerciante Domingos James. 

Após o início das obras e o fechamento da via,  um grupo de moradores resolveu procurar a Superintendência de Ações Administrativas Sudeste (Saad Sudeste) para tentar discutir a possibilidade de mudanças no projeto e a liberação da via para tráfego de veículos. 

Foto enviada por whatsapp

Procurada pelo Cidadeverde.com, a Saad Sudeste se manifestou por meio de nota onde confirma o fechamento da rua Valdemar Santos e diz que o fechamento também deve atingir outras vias da região: 

O projeto de urbanização da Avenida Noé Mendes prevê a construção de um parque linear ao longo de toda a avenida, promovendo a valorização das hortas e de toda a região sudeste, bem como o aumento da qualidade do meio ambiente e melhoria da mobilidade de pedestres e ciclistas. Para isso, algumas ruas que cortam a Avenida Noé Mendes serão fechadas parcialmente, ficando o acesso livre para pedestres e acessibilidade, uma vez que o tráfego de veículos em todas as ruas inviabiliza o sentido do passeio.

Natanael Souza
[email protected] 

Imprimir