Cidadeverde.com
Economia

Banco do Nordeste deve investir R$ 5 bilhões no Piauí em 2021, diz superintendente

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com 

Superintendente do Banco do Nordeste, Diogo Martins 

O Banco do Nordeste deve investir no Piauí em 2021 recursos na casa dos R$ 5 bilhões, envolvendo as mais variadas modalidades de crédito. A informação foi repassada na manhã desta terça-feira (15) pelo superintendente, Diogo Martins, que destacou que, mesmo durante a pandemia, a expectativa é que haja um aumento nas operações ofertadas aos empreendedores piauienses.

O superintendente visitou a TV/Portal e Rádio Cidade Verde e entregou o prêmio ao jornalista Herlon Moraes, secretário de Redação do site, que venceu concurso de reportagem do banco. 

Veja matéria da entrega do prêmio aqui

Segundo Diogo Martins, a meta para esse ano já é bem maior do que o total investido pelo banco no estado em 2020, quando cerca de R$ 4 bilhões foram liberados através de operações de crédito. Somente nos cinco primeiros meses de 2021, o banco já injetou na economia piauiense cerca de R$ 1,9 bilhão. 

"Esse ano já aplicamos R$ 1,9 bilhão. Até o final do ano, queremos chegar aos R$ 5 bilhões na economia do Estado. Estamos trabalhando nesse sentido de levar o desenvolvimento para a nossa região. As nossas equipes estão engajadas e comprometidas com isso", destacou o superintendente. 

Para minimizar os impactos da pandemia da Covid-19, o Banco do Nordeste também adotou uma série de medidas para garantir a saúde financeira dos empreendedores atendidos pela instituição. Uma das medidas destacadas pelo superintendente é a prorrogação de dívidas.

"Primeiro trabalhamos para aquelas atividades econômicas que foram impactadas a prorrogação das dividas para que esses empreendedores não fechem seus empreendimentos e tenham um fôlego no seu fluxo de caixa. A outra ponta é manter esses empreendedores na atividade econômica. A gente apoiou com FNE emergencial, com capital de giro, investimentos. Também estamos de portas abertas para apoiar essa retomada que, com certeza, vai ser muito boa com a ampliação da vacinação nos próximos meses", avaliou Diogo Martins. 

Ainda como forma de auxiliar na recuperação econômica, o Banco do Nordeste também deve aumentar em 2021 os aportes para os setores do agronegócio e energias renováveis, considerados os principais motores para o avanço da economia piauiense nos últimos anos. A ideia é possibilitar, através dos investimentos, a geração de mais empregos e desenvolvimentos dos municípios. 

Microcrédito 

O superintendente do Banco do Nordeste também destacou o desempenho alcançado em operações de microcrédito no Piauí. Em 2020, segundo ele, foram cerca de 562 mil contratações feitas, em sua maioria, por trabalhadores informais e pequenos empreendedores que utilizam o recurso para alavancar seus negócios. 

"Nessa modalidade de crédito, a inadimplência não chega a 2%", destacou o superintendente que também anunciou a ampliação da modalidade de crédito no Piauí para o ano de 2021. 

 

 


Natanael Souza
[email protected]

  • BNB_(11).jpg Roberta Aline
  • BNB_(2).jpg Roberta Aline
  • BNB_(3).jpg Roberta Aline
  • BNB_(4).jpg Roberta Aline
  • BNB_(5).jpg Roberta Aline
  • BNB_(6).jpg Roberta Aline
  • BNB_(7).jpg Roberta Aline
  • BNB_(8).jpg Roberta Aline
  • BNB_(9).jpg Roberta Aline
  • BNB_(10).jpg Roberta Aline
  • BNB_(12).jpg Roberta Aline
  • BNB_(13).jpg Roberta Aline
  • BNB_(14).jpg Roberta Aline
  • BNB_(15).jpg Roberta Aline
  • BNB_(16).jpg Roberta Aline
Imprimir