Cidadeverde.com
Geral

Nordeste pede compensação de vacinas por receber doses abaixo do percentual

Imprimir

 

A maioria dos estados do Nordeste e Norte está reivindicando do Ministério da Saúde compensação de doses de vacinas contra a Covid-19. 

Entre os estados está o Piauí. Os representantes dos estados alegam que a maioria das cidades nordestinas e do Norte está recebendo doses abaixo do percentual populacional. A situação se agravou com as cotas extras concedidas as cidades com registro de variantes, entre elas, a delta. 

“A comissão tripartite se reuniu em Brasília e já determinou, tem resolução obrigando, para que os estados passem a compensar essas distribuições anteriores, compensando os estados que foram prejudicados, dentre eles o Piauí, e outros estados do Nordeste e Norte”, disse o secretário Florentino Neto.

Ele destacou que os Ministérios Públicos Federal (MPF), Estadual e do Trabalho (MPT) do Ceará  ajuizaram ação civil solicitando o envio das doses de forma proporcional ao total da população. A Justiça Federal no Ceará deu um prazo de cinco dias para que a União se manifeste sobre o pedido de revisão da metodologia de remessa de vacinas para essas regiões.

De acordo com Florentino, os dois Conselhos de Secretários Estaduais e Municipais de Saúde e o governador Wellington Dias (PT) já reclamaram sobre essas distorções afetam a imunização de todas as regiões. 

“Queremos mais vacina, porque com mais vacinas podemos atender mais piauienses e alcançamos a imunidade o mais rápido possível. Houveram distorções na distribuição das doses em relação ao percentual populacional de cada estado, em razão das doses serem distribuídas por grupos prioritários de profissionais de saúde, dos profissionais envolvidos e de outras categorias”, disse Florentino Neto.

 

Flash Yala Sena
[email protected]

Imprimir