Cidadeverde.com
Esporte

Athletico-PR perde para a LDU no Equador e fica em desvantagem na Sul-Americana

Imprimir

Com um gol aos 41 minutos do segundo tempo, o Athletico-PR perdeu, nesta quinta-feira, para a LDU (EQU), por 1 a 0, no estádio Casa Blanca, em Quito, no Equador, e largou em desvantagem nas quartas de final da Copa sul-americana.

Foto: José Tramontin/athletico.com.br

O confronto de volta entre os times acontecerá na próxima quinta-feira, às 19h15, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). O Athletico-PR precisará vencer por dois gols de diferença para se classificar às semifinais, enquanto a LDU jogará por um simples empate.

Quem passar deste confronto enfrentará Sporting Cristal (PER) ou Peñarol (URU) na semifinal. No duelo de ida, o Peñarol venceu por 3 a 1, fora de casa, deixando bem encaminhada sua classificação.

Com bola rolando, a LDU controlou as ações no primeiro tempo e colocou o goleiro Bento para trabalhar. Em um dos lances de perigo, aos 19 minutos, Cruz cruzou na área e Zunino cabeceou para a defesa em dois tempos do goleiro.

Aos poucos o Athletico-PR superou a pressão do time equatoriano e também passou a chegar com frequência no campo ofensivo. E o time brasileiro quase abriu o placar aos 40, quando Richard passou pela marcação de dois jogadores e cruzou para David Terans, de letra, quase mandar a bola para as redes.

No segundo tempo, a postura do Athletico-PR foi diferente e foram os brasileiros que dominaram os minutos iniciais. Aos seis, Abner tentou de cabeça e mandou por cima do travessão.

Depois, no minuto seguinte foi a vez de David Terans mandar bola na cabeça de Pedro Henrique, mas também pela linha de fundo.

Naturalmente, o Athletico-PR sentiu mais a altitude e viu a LDU crescer em campo. E os equatorianos por pouco não abriram o placar aos 28, quando Perlaza encontrou Amarilla na área e ele cabeceou muito perto da trave de Bento.

De tanto pressionar, a LDU encontrou o gol da vitória aos 41 minutos. Reasco recebeu passe na área, girou sobre o zagueiro Pedro Henrique e chutou cruzado, sem chances de defesa para o goleiro Bento, dando números finais ao confronto na altitude de Quito.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir