Cidadeverde.com
Esporte

Athletico-PR bate Santos e larga na frente por vaga à semifinal da Copa do Brasil

Imprimir

O Athletico-PR venceu o Santos por 1 a 0, nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. 

Foto: Gustavo Oliveira/athletico.com.br 

Com amplo domínio, especialmente no primeiro tempo, o time da casa abriu o marcador com Renato Kayser e poderia ter feito mais. Na etapa final, os visitantes conseguiram melhorar um pouco, mas não foi o suficiente para empatar.

A partida de volta acontece dia 14 de setembro, na Vila Belmiro, e a equipe paranaense tem a vantagem do empate. Na Copa do Brasil não tem a regra do gol fora de casa. Qualquer vitória por um gol de diferença do Santos leva para os pênaltis.

O Athletico começou marcando a saída de bola do Santos. Nos primeiros minutos, Jader já acertou a trave de João Paulo. Na sequência, bateu para boa defesa do goleiro santista.

O Santos não conseguia sair do campo de defesa. Em tentativa de cortar um cruzamento, Madson mandou contra a meta e obrigou João Paulo fazer boa defesa. Na sobra, Nikão bateu e João Paulo segurou.

A partida estava tão sob controle que o zagueiro Thiago Heleno arriscou fazer um gol de antes do meio de campo. Ele viu João Paulo adiantado e arriscou por cobertura. O goleiro voltou a tempo e mandou para escanteio.

O gol saiu aos 16 minutos. Renato Kayzer apareceu livre na área e cabeceou para o gol. O Santos esboçou uma reação com chute de Jean Mota para defesa de Santos e em cobrança de falta de Carlos Sánchez, que saiu por cima. 

Mas o Athletico retomou o controle e Nikão, em dois chutes com perigo, voltou a assustar o gol adversário.

No segundo tempo, o Athletico, que também disputa o Brasileirão e a Copa Sul-Americana, parece ter sentido o cansaço e diminuiu o ritmo.

A melhor chance do Santos poderia ter vindo de um pênalti. Após cruzamento na área, Kayzer abriu o braço e a bola bateu em sua mão. Os jogadores santistas reclamaram de pênalti, mas o VAR mandou seguir o jogo.

Nos minutos finais, o estreante Pedro Rocha serviu Mingotti, que chegou a ampliar para o Athletico. Mas ele recebeu em impedimento e o gol foi anulado.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir