Cidadeverde.com
Geral

Piauiense de 11 anos ganha convite para expor no Louvre e pede ajuda para a viagem

Imprimir

Fotos: Arquivo Pessoal

O pintor mirim piauiense de apenas 11 anos, João Elyo, vem conquistando o mundo com suas obras de arte. Pintando deste os 8 anos de idade, o pequeno artista que mora com o irmão e os pais no município de Esperantina, foi convidado para expor suas telas no museu do Louvre, em Paris.

A mãe de João Elyo, Elenilza Araujo explica que o convite surgiu por uma assessora artística que conheceu o trabalho do pequeno através das redes sociais e convidou o artista para expor no Rio de Janeiro e em seguida no museu do Louvre.

“Através do Instagram a gente começou a ter contato com a assessora artística chamada Lisandra Miguel que mora no Rio de Janeiro. Ela começou a observar as artes do João Elyo e fez um convite para ele participar de uma exposição no Rio de Janeiro. Em 2020 ele participou de uma exposição lá e depois ela avaliou novamente as obras e viu que ele tinha condição de expor no museu do Louvre e nos fez esse convite. Essa exposição era pra ter acontecido no final de 2020, mas por conta da pandemia, foi realocada para 2022”, conta Elenilza Araujo.

Elenilza Araujo, que também é professora, conta ainda que no início o filho começou pintando móveis, o chão e as paredes da sua residência. Ao misturar as cores das tintas, a família começou a observar a maneira que ele pintava e decidiu comprar materiais profissionais para o artista mirim.

“O João Elyo começou pintando em móveis, pisos e as paredes da nossa casa. A gente começou a observar que a forma como ele misturava as tintas era bem diferente, daí a partir dessas observações que a gente fez desse apego muito grande que ele tinha com as cores, principalmente com a mistura de cores, a gente comprou o material profissional e colocou para ele pintar e ele fez uma primeira obra, que está na minha casa e eu não vendi, e a gente se surpreendeu. A partir daí a gente começou a comprar o material profissional e a cada dia ele inova nas técnicas dele”, destaca a mãe.

Além do convite especial para expor no Louvre, João Elyo já realizou exposições em outros estados do Brasil, como Belém (PA), quando teve suas telas projetas em prédios da capital, e também fora do país, na Califórnia, nos Estados Unidos. A família explica que o pequeno usa a técnica expressionismo abstrato e se inspira bastante na natureza.

“A técnica dele é o expressionismo abstrato, ele gosta muito de usar cores fortes, cores alegres e ele se inspira nos elementos da natureza como sol, a chuva, e eu observo que ele tenta transmitir isso para a sua pintura quando ele conversa com a gente”, comenta Elenilza Araujo.

Campanha de doações

Com o convite para ir à Paris, a família de João Elyo realiza uma vaquinha para ajudar nos custos da viagem. A mãe conta que as doações são para comprar passagens áreas e para as despesas da hospedagem. Segundo Elenilza, as doações podem ser realizadas através do site Voaa.me, neste link

Rebeca Lima 
[email protected]

 

Imprimir