Cidadeverde.com
Política

Franzé sobre progressistas: "esperamos que cada um tome seu rumo"

Imprimir

O deputado estadual Franzé Silva (PT) garantiu nesta quarta-feira (29) que o governo do estado não vai expulsar ninguém do Progressistas que ainda esteja com cargo no Executivo. No entanto, espera que cada um tome seu rumo. O último a deixar a base aliada foi o prefeito de Floriano, Joel Rodrigues. O gestor é cotado para o ser o candidato ao Senado na chapa de oposição.

“O Joel tomou o rumo dele. Nós já sabíamos da dificuldade que ele tinha de estar dentro das duas situações: de estar no grupo político do senador Ciro e também participando da gestão do governador Wellington Dias em Floriano. Na medida que o prefeito Joel toma seu rumo, as coisas ficam claras e nos possibilita criar uma estruturação do nosso grupo político dentro de Floriano”, disse o deputado em entrevista à TV Cidade Verde.

O parlamentar do PT espera pela consciência dos progressistas que estejam no governo e no grupo de apoio ao senador Ciro Nogueira. 

“Na política a gente sempre busca a soma, nunca a diminuição. Então, esperamos a consciência de cada um dos que estão com o governador Wellington Dias e que tem uma ligação com o grupo do senador Ciro. Esperamos que cada um tome seu rumo. Não iremos de forma alguma expulsar ninguém da nossa base”, declarou.

Franzé disse ainda que a base governista precisar dar sustentação para o fim do mandato do governador Wellington Dias, mas tem precisa ter foco em 2022.

“Nós pensamos em ter uma base governista para terminar o mandato do governador Wellington Dias, mas também precisamos pensar na base que dará sustentabilidade ao nosso governador futuro”, disse.

Foto: Roberta Aline

Base quer Margarete

Enquanto a saída de alguns é esperada, a deputada federal Margarete Coelho, se quiser, tem carta branca para ficar e passar de vez a integrar um partido da base.

“Eu espero que ela fique. Ela foi muito bem recepcionada quando foi nossa vice-governadora. Teve o nosso apoio. É uma pessoa inteligente, tem uma capacidade de articulação e soma conosco. Esperamos que ela venha tomar a decisão por ela mesma, não podemos de forma nenhuma pressionar a deputada Margarete. Mas com certeza ela vindo para um partido da base, soma e é uma forma de agregar cada vez mais”, finalizou.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir