Cidadeverde.com
Vida Saudável

Leite de vaca: quando a criança realmente precisa tomar?

Imprimir

Foto: Roberta Aline


Conforme o “Guia Alimentar para Crianças Brasileiras Menores de 2 anos”, publicação do Ministério da Saúde, a recomendação para essa faixa etária é de que a amamentação com leite materno seja mantida até os dois anos de idade, sendo que até os seis meses de vida, a base alimentar dos pequenos deve ser exclusivamente o leite humano, sem a necessidade de oferecer outros alimentos, nem mesmo água ou outros tipos de leite.

Mas, após os seis meses de vida, quando se começa a introduzir outros alimentos na dieta dos bebês, uma dúvida é recorrente aos pais: quando oferecer outros tipos de leite, como o de vaca, que é consumido regularmente por mais de 90% da população brasileira? Segundo o documento técnico “Consumo do Leite de Vaca de 0 a 36 meses”, elaborado entre 2019 e 2020 pela Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN), a recomendação é de que este tipo de lácteo seja oferecido após os 12 meses de vida.

Segundo pediatras e nutricionistas, depois de um ano, a criança saudável já está fisiologicamente madura para receber uma alimentação diversificada e deve ser estimulada para o consumo de alimentos nutritivos em quantidade e qualidade suficientes para suprir as necessidades de crescimento e desenvolvimento. O documento da SBAN, aponta também as qualidades nutricionais do leite de vaca, uma fonte de energia, macronutrientes (gordura e proteínas), vitaminas (carotenóides) e principalmente de minerais (cálcio, magnésio e fósforo).


Da Redação
[email protected]

Imprimir