Cidadeverde.com
Geral

Réu é condenado a 17 anos de prisão por matar companheira a tiros

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

O Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Campo Maior, Múccio Miguel Meira, presidiu sessão do Tribunal do Júri que condenou a  17 anos e 6 meses de reclusão, o réu José Roberto Costa dos Anjos pelo crime de homicídio qualificado contra a vítima Maria Carolina Macena da Costa.

O crime ocorreu na madrugada de 12 de janeiro de 2020. As qualificadores seriam do motivo torpe (pelo ciúme doentio que nutria pela vítima) e do feminicídio. José Roberto teria disparado um tiro de arma de fogo na região do pescoço da vítima, causando-lhe sua morte.

O regime inicial de cumprimento da pena será o fechado, pela quantidade da pena aplicada.

Segundo a sentença, o acusado deve permanecer preso, estando condenado impossibilitado de apelar em liberdade tendo em vista que os motivos da prisão preventiva continuam hígidos.

“A forma como o crime ocorreu demonstra nocivo sentimento de posse e subjugação sobre a vítima, constatando-se a periculosidade no caso concreto. Há ainda apontamentos de que este não é o primeiro crime de homicídio que o acusado cometeu, tendo ele próprio, na primeira etapa do seu interrogatório, admitido a prática de crime no Maranhão. De mais a mais, as circunstâncias da prisão fazem presumir que o acusado buscava a fuga logo após os fatos que ora se apuram. Deve, portanto, ser mantido preso para assegurar a garantia da ordem pública e a aplicação da lei penal”, diz trecho da sentença condenatória.

Da Redação
[email protected]

Imprimir