Cidadeverde.com
Entretenimento

Pabllo Vittar comemora 5 anos de carreira com show inspirado em k-pop

Imprimir

Lucas Ramos / AgNews

"Está next level [de outro nível]", diz Pabllo Vittar, 28, sobre o show que comemora seus 5 anos de carreira. Em "I Am Pabllo", que estreou nesta terça-feira (14) com exibição no TNT e simultaneamente no YouTube do canal pago e da cantora, serão revisitados os principais hits e a trajetória que a levou a ser uma das drag queens mais influentes do mundo.

"Ouso dizer que no Brasil ninguém fez nada parecido", avalia a cantora durante bate-papo com a imprensa, na semana passada, para divulgar o projeto. "E não vai fazer tão cedo, porque foi preciso muito empenho."

"Foram meses de ensaio, treinando voz, meu corpo e minha saúde também para aguentar", afirma. "Esse é um projeto que me feliz muito feliz todo esse ano, porque eu tava há muito tempo parada, por conta da pandemia, e me empenhei muito."

O conceito artístico é inspirado nos quatro elementos, com cenários e figurinos que vão mudando de acordo com a parte do show. "Os elementos estarão no palco de forma literal", conta Pabllo. "No palco água, por exemplo, tem diferentes níveis, com e sem água. Eu cantarei na água, me molharei [risos]. Esse é um dos meus palcos favoritos!"

"No palco terra, a gente decidiu se teletransportar para o deserto, então teremos rochas, chão de areia, sol quente e os bailarinos dançando suados", continua. "No palco fogo será bem quente mesmo, mas não quero muito falar sobre ele, porque é babado! E o palco ar é tudo e é onde mais me rasgo de dançar -na verdade, me rasgo de dançar em todos! [Mas] o ar é bem visceral."7

Lucas Ramos / AgNews

Também há uma clara e assumida influência visual do gênero k-pop (o pop da Coreia do Sul), do qual Pabllo diz ser muito fã. A ideia da apresentação, inclusive, surgiu enquanto ela assistia à primeira live da banda Blackpink, conhecida pelos fãs como "The Show".

Em "I Am Pabllo", além da banda ao vivo e dos backing vocals, haverá 20 bailarinos no palco. "Quando comecei a ensaiar as coreografias, eu olhava para o Flávio [Verne, coreógrafo] e dizia: 'Viado, tu vai me matar! Eu tenho que cantar'. E ele dizia: 'Você vai dar conta'."

Entre as músicas que entraram no set list estão desde canções do primeiro álbum de estúdio, "Vai Passar Mal" (2017), até hits mais recentes, do álbum "Batidão Tropical", lançado em junho. Também entrou a faixa "Number One", recém-lançada colaboração com Rennan da Penha.

Do EP "Open Bar", lançado em 2016, apenas a música-título entrou. A cantora explica que só tinha os direitos autorais dessa canção, versão de "Lean On" (Major Lazer) produzida pelo DJ americano Diplo -de quem ela diz ter recebido de presente os direitos.

Porém, mesmo com repertório conhecido, Pabllo diz que todas as músicas terão novidades. "Mudamos os arranjos das músicas, mudamos várias partes das coreografias também -está recheado de break dance", adianta. "O arranjo de 'Buzina' mudou, de 'Flash Pose' também mudou. 'Open Bar' é quase uma nova música, porque ela foi lançada em 2015, então precisava trazer uma coisa nova para os fãs."

A apresentação foi gravada na Oca, no Parque Ibirapuera, em São Paulo, sem a presença de público. Pabllo, no entanto, diz que quer levá-la para festivais internacionais -ela está confirmada nas edições de Barcelona e Lisboa do Primavera Sound, além de ter vários shows marcados pela Europa e pelos Estados Unidos em 2022.

"Quis entregar algo digno de um mega festival: coreografia, respiro, notas alcançadas, high notes [notas altas]... Tudo muito bem ensaiado, tudo perfeito", afirma. "Os looks conversando com cada temática, porque a gente vai abordar ar, terra, fogo e água, os elementos da natureza, porque é quem eu sou. Eu sou um elemento da natureza, algo que não se pode parar e vocês vão ver isso nesse projeto."

No Brasil, sem ser pela televisão ou pelo YouTube, a apresentação poderá ser conferida a partir de janeiro. Uma das primeiras performances deverá ser em Natal, Rio Grande do Norte, durante o festival Bloquíssimo.

Eduardo Martins / AgNews

Além do show, integra o projeto a criação de quatro NFTs (token não fungível), objetos digitais únicos criados por Pabllo em parceria com o diretor artístico Nicola Formicheti e desenhados pelo artista 3D Alejandro Delgado. Inspirados nos quatro elementos, assim como o show, eles irão a leilão em 10 de dezembro.

Pabllo se fiz contente com a celebração, e está se preparando para assistir à apresentação, que será exibida ao vivo para toda a América Latina. "Me emocionei muito desde os ensaios", comenta. "Vai passando aquele filme na nossa cabeça. Fico toda arrepiada depois de ver tudo [pronto]. Vou chorar igual a uma puta!", brinca.

Porém, acima de tudo, ela quer que os fãs tenham a mesma sensação. "Todo dia eu reflito sobre qual o sentido de estar fazendo isso aqui", filosofa. "Não sei, talvez no fim eu descubra, agora só quero o prazer de estar no palco performando e curtindo com meus fãs."
*
'I AM PABLLO'
Quando Estreia 14/12, a partir das 22h (pré-show às 21h30)
Onde Na TNT e no YouTube (nos canais da TNT e de Pabllo Vittar)

 

Fonte: Folhapress

Imprimir