Cidadeverde.com
Geral

Teresina não atinge metas do calendário nacional de vacinação e FMS faz alerta

Imprimir


Apesar dos avanços na vacinação contra a Covid-19, Teresina tem registrado baixa adesão às demais vacinas do calendário nacional de vacinação, que são disponibilizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Dados do Ministério da Saúde, apontam que a capital não alcançou as metas vacinais nos últimos três anos e vem registrando queda na aplicação das vacinas ofertadas. 

As vacinas do calendário nacional são ofertadas para vários públicos, desde recém nascidos até os idosos. Ao todo, 19 imunizantes são disponibilizados nas salas de vacinação, entre eles as vacinas BCG, Tríplice Viral, Poliomielite, Febre Amarela, entre outros. 

Diante do cenário, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) anunciou que vai reforçar as ações para orientar os teresinenses a atualizarem a caderneta vacinal. 

“Teresina é conhecida como uma capital que tem uma adesão muito grande às vacinações, mas tivemos, em 2020 e 2021, a orientação para que as mães não tirassem os filhos de casa e mantivessem o isolamento social. Agora, o nosso trabalho é buscar essas pessoas. Assim como nós buscamos as pessoas para se vacinar contra a covid, a nossa meta é, nos quatro primeiros meses do ano, recuperar o máximo dessas pessoas que não se vacinaram na rotina diária”, destacou o presidente da FMS, Gilberto Albuquerque. 

Ainda de acordo com Gilberto Albuquerque, os agentes de saúde estão sendo orientados a reforçar as informações à população sobre a importância da atualização da caderneta vacinal. 

O presidente da FMS ainda destacou que Teresina aparece com o melhor percentual entre as capitais brasileiras em aplicação de vacinas contra a covid-19, primeira e segunda dose. "Devemos fechar hoje com 99,8% de pessoas vacinadas com primeira dose. O melhor percentual entre as capitais do Brasil", destacou. 

 

Natanael Souza
[email protected] 

 

Imprimir