Cidadeverde.com
Cidades

Famílias desabrigadas chegam a 523 em Teresina; prefeitura faz orientação

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com 

Subiu para 523 o número de famílias desabrigadas devido as inundações provocadas pelas chuvas em Teresina. A informação foi repassada na manhã desta segunda-feira (17) pela Secretaria Municipal de Defesa Civil, que acompanha a situação dos desabrigados.

De acordo com a Defesa Civil, 475 famílias estão em residências de parentes ou amigos, através do programa "Cidade Solidária". Outras 48 famílias estão alojadas nas escolas Dilson Fernandes (São Joaquim), Iolanda Raulino (Poti Velho) e Domingos Afonso Mafrense (Mafrense).

A maior parte dos desabrigados está na zona Norte da capital, principalmente na região do bairro Mafrense, um dos mais atingidos pelas chuvas e inundação de lagoas. 

“90% dessas famílias são dos bairros da zona Norte de Teresina, que tradicionalmente tem esse problema de alagamento devido as lagoas e outras áreas de risco”, acrescenta o secretário de Defesa Civil Carlos Ribeiro.

As famílias vítimas das enchentes vão receber um auxílio no valor de R$ 300 para ajudar nas despesas, além de outras assistências. 

“Tanto as famílias que estão nos colégios municipais, como as famílias que estão na casa de amigos e familiares, todas elas estão assistidas pela prefeitura de Teresina, com cestas de alimentos, medicamentos, vão receber também um valor de R$ 300 por mês para ajuda no aluguel. Tudo que é possível ser feito, a prefeitura de Teresina está fazendo”, informa Carlos Ribeiro

Ao todo, Teresina tem 56 áreas de risco que estão sendo monitoradas durante o período chuvoso. Segundo a Defesa Civil, são cerca de 560 famílias que vivem nesses locais e que recebem acompanhamento.

Emergência

Em situações emergências ou em casos de dúvidas, o cidadão pode ligar para o telefone de emergência 199 da Defesa Civil ou para telefone fixo (86) 3223-7366. O atendimento via telefone é 24 horas, todos os dias da semana, incluindo feridos.

Orientações

A prefeitura de Teresina está orientando as famílias em áreas de risco que procurem as SAADs de sua região para fazer o cadastramento. Com o cadastro, a prefeitura ajudará com aluguel solidário (no valor de R$ 300), distribuição de cestas básicas e auxílios necessários. 

Em Teresina, mais de 50 regiões são consideradas áreas de risco para alagamentos. 

 

Rebeca Lima
[email protected] 

Imprimir