Cidadeverde.com
Geral

Strans anuncia projeto piloto de táxi-lotação durante greve dos ônibus

Imprimir

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com

O superintendente da Strans (Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito), major Cláudio Pessoa, anunciou nesta segunda-feira (21), que a prefeitura irá implantar o projeto piloto de táxi-lotação. A ideia é atender à população durante a greve dos ônibus deflagrada hoje.

Outra medida para reduzir os transtornos com a greve dos ônibus é o cadastramento de veículos alternativos. O superintendente informou que a prefeitura iria acionar a justiça para manter 70% da frota circulando no horário de pico e 30% no entrepico. 

“O projeto do táxi-lotação é iniciativa de um vereador da cidade, Dr. Leonardo Eulálio, e nós vamos, através de um projeto piloto, implantar em toda a cidade de Teresina em caráter experimental, onde nós teremos uma tarifa diferenciada e este operador que já circula nos corredores exclusivos terá como fazer esse atendimento em toda a cidade para aqueles munícipes que queiram se deslocar”, explicou o superintendente.

Por não terem o sistema de bilhetagem eletrônica nos veículos cadastrados pela Strans, o passageiro deverá pagar a passagem em espécie, como está acontecendo com os veículos alternativos já cadastrados pela Superintendência de Trânsito. 

“Essa operação vai acontecer em caráter precário, como sempre teve em momentos de greve, e a forma de pagamento vai ser em espécie porque esse sistema não opera com o validador eletrônico”, acrescentou.

Sobre o pedido realizado pelo Setut, de pagamento de mais de R$ 70 milhões, valores devidos da Prefeitura de Teresina ao Sindicato, o major Cláudio Pessoa declarou que ainda estão em revisão e para evitar problemas aos usuários dos ônibus, o órgão seguirá com os veículos alternativos, novos cadastros e táxi-lotação.

“Essa questão é bem particular entre os sindicatos, no que tange ao valor que o sindicato apresentou à Prefeitura como sendo um déficit do sistema, esses valores estão sendo analisados por uma equipe técnica da Prefeitura que só depois se manifestará a cerca desses valores devidos, até lá, o que a Prefeitura tem feito para evitar um trauma maior para o usuário do transporte é dispor do transporte alternativo que continua operando, do cadastramento de novos usuários e do táxi-lotação”, finalizou o major Cláudio Pessoa.

A Strans informou ainda que quem desejar cadastrar carros, o órgão estará realizando esse atendimento até as 17h de hoje (21) na sede ou através do telefone 3122-7609.

Taxistas vão definir preço

O presidente do Sindicato dos Taxistas de Teresina, Neilton Andrade, explicou que a categoria deverá começar com o serviço de táxi-lotação na próxima semana. 

“A categoria vai começar, muito provavelmente na próxima semana, em todas as zonas de Teresina. O táxi-lotação não veio para substituir os ônibus, a gente veio para auxiliar os ônibus e para busca atender a população nesse momento difícil”, informou.

Neilton Andrade acrescentou que durante esta semana, a categoria irá definir o preço do passagem para poder iniciar com a circulação do serviço. 

“Estamos buscando um preço ideial que seja bom para a população e bom para o taxista. A princípio, quando o projeto foi aprovado, o preço seria o mesmo da passagem, mas como o combustível, peças, já alteraram, a gente não tem condição de trabalhar no preço da passagem e vai ser um preço intermediário, um pouco acima dos R$ 4”, detalhou.

 


Rebeca Lima
[email protected]

Imprimir