Cidadeverde.com
Entretenimento

Will Smith foi convidado a se retirar da cerimônia do Oscar, mas se recusou a sair

Imprimir

Imagem: Reprodução/Internet

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, responsável pela entrega do Oscar, pediu ao ator Will Smith que ele se retirasse da cerimônia após ele ter dado um tapa na cara do humorista Chris Rock, no último domingo (27), mas ele se recusou a fazer isso.

"As coisas se desenrolaram de uma forma que não podíamos ter antecipado", informou a Academia. "Ao mesmo tempo que gostaríamos de esclarecer que pedimos a Smith que ele deixasse a cerimônia, o que ele recusou, também reconhecemos que poderíamos ter manejado a situação de forma diferente."

A cúpula da entidade se reuniu nesta quarta-feira (30), em Los Angeles, para dar seguimento a procedimentos disciplinares contra Smith por violações aos padrões de conduta do órgão.

A Academia afirmou ainda, segundo o jornal britânico The Guardian, que Will Smith teve a chance de elaborar uma defesa escrita e que sua cúpula se reunirá novamente no próximo dia 18 para determinar o que fazer. Entre as punições previstas para o ator estão suspensão e expulsão dos quadros da entidade.

"As atitudes de Smith foram profundamente chocantes, um evento traumático de se testemunhar in loco ou em transmissão televisiva", informa o colegiado, que ainda pediu desculpas a Chris Rock pelo que ele viveu no palco. "Agradecemos também aos indicados, convidados e ao público pelo que era para ter sido um evento de celebração."

Todos que assistiam à premiação do Oscar, na ocasião, ficaram boquiabertos com a atitude de Smith, que subiu ao palco para dar um tapa no comediante após ele soltar uma piada sobre a calvície de sua mulher, Jada Pinkett Smith, provocada por uma doença autoimune.

Ao longo da semana, diversas celebridades foram às redes, ora para defender a liberdade de Chris Rock como humorista, ora para apoiar a atitude de Smith em proteger sua mulher. O próprio ator, que pediu desculpas à Academia na hora, publicou uma nota direcionada a Rock, classificando a atitude como imperdoável.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir