Cidadeverde.com
Economia

Shopee recebe aval do BC para funcionar como emissor de moeda eletrônica

Imprimir

Foto: Cidadeverde.com

A SHPP Brasil, do gigante asiático do varejo online Shopee, recebeu aval do Banco Central para funcionar como instituição de pagamento, na modalidade de emissor de moeda eletrônica. A autorização foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (2).

A Shopee se tornou o aplicativo de compras mais baixado do país no ano passado, com mais de 100 milhões de downloads, segundo dados da empresa de desenvolvimento de software e análise de mercado EmizenTech.

Ao lado de outros sites de origem asiática, como Shein e Aliexpress, a companhia entrou no escrutínio da Receita Federal, que estuda uma MP (Medida Provisória) para impedir que empresas de comércio eletrônico estrangeiras vendam mercadorias para brasileiros sem pagar os devidos impostos.

A Shopee diz não ser mais um site estrangeiro, pois tem a proposta de construir um "ecossistema local", ligando empreendedores brasileiros a consumidores brasileiros.

Em conversa com o jornal Folha de S.Paulo em abril, o diretor de marketing e estratégia da empresa, Felipe Piringer, disse que a Shopee é apenas um marketplace, ou seja, uma plataforma digital que vende produtos de terceiros, sem importar nada diretamente.

Em abril, a companhia alcançou 2 milhões dos lojistas virtuais locais, que expõem seus produtos no marketplace, mediante uma comissão sobre as vendas. Como mostrou a reportagem da Folha, eles respondem por 87% das vendas da empresa.

"A Shopee tem CNPJ desde 2019. Nossa sede está na cidade de São Paulo, onde pagamos impostos, não fomos buscar uma cidade mais barata no entorno (risos)", disse Piringer.

A sede da Shopee no Brasil ocupa três andares de um edifício na avenida Brigadeiro Faria Lima, em São Paulo. O capital inicial da empresa, que hoje emprega 1.500 pessoas diretamente, é de R$ 4 milhões. O controlador é o fundador do gigante de comércio eletrônico de Singapura, Forrest Xiaodong Li.

A Shopee foi lançada em 2015, em sete países do sudeste asiático ao mesmo tempo. Com sede em Singapura, sua expansão internacional começou pelo Brasil, em 2019. Hoje também está na Europa e em outros países da América Latina -Argentina, Colômbia, Chile e México.

O controlador da empresa é o grupo Sea, que em 2021 faturou US$ 9,95 bilhões (cerca de R$ 50 bilhões). Além do comércio eletrônico, atua no mercado financeiro, com a fintech SeaMoney.
*
RAIO-X: SHOPEE BRASIL
Fundação: 2015, em Singapura
Funcionários: 1.500
Vendedores cadastrados: mais de 2 milhões
?Receita*: US$ 70 milhões
Número de pedidos*: 140 milhões
Principais concorrentes: Mercado Livre, Americanas, Aliexpress
* Dados referentes ao 4º trimestre de 2021

 

 

Fonte: Folhapress

Imprimir