Cidadeverde.com
Política

Teresa Brito volta a dizer que é independente e não indicará votos para oposição

Imprimir

Apesar de manter o discurso de que é uma parlamentar independente, a deputada estadual Teresa Brito (PV) afirmou nesta segunda-feira (16) que não pode indicar votos para a oposição nas eleições de outubro, e muito menos subir em um palanque que não seja da federação de partidos composta pelo PT, PV e PCdoB. A deputada, que sempre atuou na oposição, vive um dilema com a ida do seu partido para a base.

“Não posso indicar voto na oposição. Eu faço parte de uma federação onde ela tem um lado. Estando na federação eu não posso ir para outro palanque. Eu vou fazer uma carreira solo. Eu nunca andei atrelada ao candidato majoritário. Eu sempre fiz minha campanha com pé no chão”, afirmou.

Apesar da complexidade do caso, a deputada acredita que dá para separar o PV na federação e sua atuação parlamentar.

“Na federação eu não preciso estar na base do governo. A federação será para formar um novo governo. Se esse novo governo ganhar é uma outra realidade. Eu fui eleita na oposição. Eu não sou da base. Eu não quero cargo e não sou da base”, garantiu.

Foto: Renato Andrade

Teresa Britou voltou a frisar que faz uma oposição responsável e que, apesar da federação, todos os partidos continuam existindo de forma separada.

“A federação é algo novo e é feita pelo diretório nacional. Eu fui voto vencido. Vivemos numa democracia. Os partidos continuam existindo normalmente. Tem um estatuto criado para reger a questão eleitoral. Aqui somos uma oposição responsável. O nosso comportamento não muda. Minha base política é o partido verde e o meu trabalho”, finalizou.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir